Localizada na costa de Israel, banhada pelo Mar Mediterrâneo, Haifa é um importante centro de peregrinação, mas também um centro tecnológico efervescente. A sua leveza de cidade costeira, monumentos imponentes e natureza rica colocam, cada vez mais, esta cidade no mapa dos viajantes.

1. Jardins Bahá’í e Domo Dourado

Os extraordinários Jardins Baha’í não são apenas um importante local de peregrinação, mas também a atração favorita daqueles que visitam Haifa. A cúpula dourada do Santuário de Báb eleva-se no horizonte, sendo este o lugar de descanso do profeta Mirza Ali Mohammed, fundador da fé Baha’í. Este espaço foi reconhecido como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em 2008.

2. Mosteiro Carmelita de Stella Maris

O Mosteiro de Stella Maris, “estrela do mar” em Latim, é uma construção do século 19, erigida na encosta do Monte Carmelo. O seu interior é adornado por frescos que retratam cenas dos Velho e Novo Testamentos, sendo especialmente afamados aqueles que retratam a vida de Elias. A Ordem foi fundada no século 12, permanecendo até hoje o centro da espiritualidade carmelita.

3. A Caverna do Profeta Elias

Próximo ao Mosteiro de Stella Maris encontra-se a caverna do profeta Elias. Aqui terá vivido e sido sepultado o profeta, sendo um destino de peregrinação importante para membros das religiões Judaicas, Islâmica e Cristã.

4. Avenida Ben-Gurion

A charmosa rua principal de Ben-Gurion remonta às origens da colónia aqui fundada em 1868. A área foi toda ela preservada, mantendo o encanto da sua construção original. Atualmente, alguns dos melhores cafés, restaurantes e lojas de Haifa podem ser encontrados aqui.

5. Parque das Esculturas Ursula Malbin

Este parque público, inaugurado em 1978, expõe nos seus jardins 29 estátuas de bronze da artista alemã Ursula Malbin. A vista sobre a Baía de Haifa faz deste espaço o local perfeito para relaxar depois de uma manhã passada a calcorrear as ruas da cidade.

6. Museu sem paredes

Muitos americanos comparam Haifa a São Francisco em virtude das suas colinas sinuosas, da influência crescente no sector tecnológico e dos bairros artísticos. Isto é especialmente visível nas ruas de Wadi Nisnas, onde se encontram expostas 100 esculturas e instalações artísticas de variadas dimensões que atraem a atenção dos transeuntes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.