O uso das linhas sinuosas do corpo para retratar nus artísticos ou para simular uma paisagem é um género fotográfico conhecido como bodyscape, mas a obra de Allan Teger oferece uma perspetiva com mais humor e originalidade.

Teger, doutorado em psicologia e um fotógrafo autodidata, é um entusiasta da meditação, universos paralelos ou consciências místicas, encontrando no seu conhecimento a inspiração necessária para criar um projeto.

Veja a fotogaleria abaixo e veja o quão perspicaz chega a ser este artista norte-americano.

Saiba mais sobre Alan Teger no seu site oficial

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.