Não apenas contribuem para a estética geral de um destino, mas permitem que os visitantes experimentem a beleza única de um lugar e os locais históricos de uma perspetiva diferente, a partir da água.

Embora muitos viajantes estejam familiarizados com os encantadores canais de locais emblemáticos como Amsterdão e Veneza, estes seis destinos são também deslumbrantes, alguns fora do roteiro turístico, para apreciar de barco.

Alleppey, Kerala, Índia

Veja o outro lado da Índia com uma viagem ao estado de Kerala, no sul, e maravilhe-se com as famosas marés da região, que consistem em mais de 1.500 km de canais, lagoas, lagos e rios. Tradicionalmente usado pelos habitantes locais para transporte e pesca, os viajantes também podem experimentar uma parte da autêntica vida da vila.

Pode velejar num cruzeiro de luxo ou optar por ficar no seu próprio barco para contemplar as margens tropicais dos rios e as águas verde-jade. Ou, se quiser experimentar ainda mais estes canais mágicos em primeira mão, poderá explorar a zona de caiaque ou canoa.

Independentemente de como queira flutuar por estas vias icónicas, o principal ponto de entrada é Alleppey, que fica a duas horas de carro do aeroporto de Kochi.

Fenghuang, China

Fenghuang é uma cidade na província de Hunan, no sul da China central, cercada por uma vegetação exuberante e águas verdejantes. O rio Tuo Jiang atravessa o coração antigo de Fenghuang, o que significa que esta cidade histórica é melhor admirada a bordo de um barco tradicional.

A partir da água, poderá ver de tudo, desde habitantes a lavar as suas roupas a pescadores. Vai ser surpreendido com vistas únicas das casas tradicionais da cidade, conhecidas como "Diaojiaolou", bem como das majestosas montanhas de Tianmen.

Corinto, Grécia

O Canal de Corinto é uma via navegável artificial impressionante que liga o golfo de Corinto com o Mar Egeu.  Idealizado para ligar os dois cursos de água para economizar tempo na passagem de navios, também é um dos canais mais estreitos do mundo.

Nomeado após a cidade vizinha e construído no final do século XIX, o canal de Corinto é um verdadeiro feito da engenharia moderna, apesar de ter sido inicialmente inventado no século VII A.C. por Periander (então governante de Corinto) e mais tarde por Júlio César, que esperava simplificar as viagens com um canal.

Ao fazer um dos cruzeiros que sai do porto de Piraeus, ficará surpreendido pelas paredes de pedra calcária íngremes e imponentes de ambos os lados. Se é mais viciado em adrenalina, pode dar um mergulho emocionante com um salto de bungee jump da ponte que atravessa o canal.

Bruges, Bélgica

Bruges, às vezes chamada de “Veneza do Norte, é o lar de vários canais e pontes bonitas, além do rio Reie, tornando-o no destino perfeito para quem gosta de estar cercado por encantadores cursos de água. Com os canais carinhosamente chamados de "artérias da cidade", Bruges é melhor explorada de barco, com pontes pitorescas e belas vistas a serem descobertas ao longo do caminho.

Em terra firme, Bruges também tem o seu charme, com visitas à Torre de Belfry e a Igreja de Nossa Senhora. Aqueles que gostam de doces, sem dúvida, estarão ansiosos para experimentar as iguarias belgas de chocolate que são feitas à mão em muitas lojas, incluindo Dumon Chocolatier e The Chocolate Line.

Leiden, Holanda

Os canais de Leiden foram originalmente construídos para proteção no início do século XVII, durante um período em que estas vias navegáveis eram uma das maiores defesas que uma cidade europeia podia ter.

Hoje, os visitantes podem garantir um ponto de observação privilegiado dos barcos que passam ao longo dos canais no popular Zijlpoort ou deliciarem-se com uma visão mais panorâmica, subindo à fortaleza conhecida como Cidadela de Leiden, famosa pelas suas vistas panorâmicas da cidade velha.

Se a serenidade da natureza lhe atrai, vá ao Hortus Botanicus Leiden, um espetacular jardim botânico, o mais antigo do género na Holanda.

Hoi An, Vietname

Localizada na costa central do Vietname, a cidade velha de Hoi An é um bem conhecido Património Mundial da UNESCO e um movimentado centro de canais, uma mistura de estilos arquitetónicos e lanternas icónicas penduradas. Melhor explorada de bicicleta ou a pé, o tráfego de automóveis é restrito nas ruas estreitas da cidade durante determinados horários.

Os viajantes podem conhecer melhor a orla fazendo um cruzeiro pelo canal principal ou apreciando as vistas, os cheiros e os gostos da doca de peixes do Mercado Central, que oferece comida e artesanato local. Não deixe de visitar a Ponte Coberta Japonesa (construída no século 18 e um dos marcos mais emblemáticos do país) à noite, quando as águas dos canais brilharem com reflexos de centenas de lanternas num espetáculo cintilante, perfeito para um passeio à noite ou de barco.

Fonte: Booking.com

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.