A pandemia de coronavírus tornou especialmente difícil a visita a museus e galerias. Embora alguns ofereçam visitas virtuais, ver uma obra de arte através de um ecrã não é o mesmo que estar no local.  No dia 1 de maio deveria ter sido inaugurada, em Toronto, uma exposição imersiva de Van Gogh, uma adaptação do Atelier des Lumières de Paris, com as obras do pintor projetadas nas paredes, acompanhadas por uma banda sonora original.

Não sendo possível fazer a visita de forma convencional, os visitantes podem passear de carro, durante 35 minutos, entre as gigantescas projeções digitais que reproduzem alguns dos mais famosos trabalhos de Van Gogh, de 18 e 28 de junho. Desta forma, é possível apreciar a arte de Van Gogh, mantendo o distanciamento social. Os bilhetes já estão à venda, mas são muito limitados, uma vez que cada sessão terá apenas 14 carros. Quem comprar bilhete para o drive-in terá também direito a revisitar a exposição quando abrir nos moldes tradicionais, possivelmente em julho.

A exposição de arte é uma colaboração entre Gianfranco Iannuzzi, Renato Gatto e Massimiliano Siccardi do Culturespaces em Paris, França, bem como o compositor Luca Longobardi, que criou a banda sonora original.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.