O nome Sam Barsky tornou-se viral quando a internet descobriu que ele tricotava as suas próprias camisolas com referência aos lugares que visitava. As fotografias de Barsky, combinadas com a sua dedicação ao projeto, fizeram dele uma celebridade instantânea na internet.

Barsky, que mostra os seus trabalhos no Facebook, disse ao site INSIDER que decide o que tricotar baseando-se nos lugares para onde vai viajar ou algum evento que esteja para chegar.

"Qualquer coisa que eu veja tem potencial para um suéter ", disse Barsky.

Antes de uma viagem a Washington DC, Barsky tricotou camisolas com imagem da Casa Branca e do Monumento a Washington. Para o feriado de Hanucá (Barsky é judeu), ele fez um suéter alusivo a um menorá.

Barsky é membro de vários grupos de tricô na área de Baltimore, EUA, tendo aprendido a tricotar em 1999.

"Aprendi a tricotar com os donos de duas lojas locais de malha. Durante o primeiro ano de aprendizagem fiz apenas duas peças, depois passei os cinco meses seguintes a trabalhar numa camisola com padrões.”

Porém, Sam queria fazer algo mais desafiante e começou a desenvolver mais habilidades de costura.

“Queria uma camisola com uma fotografia especifica de uma paisagem, mas não havia o padrão que procurava. Quando tentei desenhá-la num papel percebi que tinha jeito. Foi um sucesso e esta tem sido a minha vida desde então."

Leva "cerca de um mês" para tricotar cada camisola, então Barsky planeia tudo com antecedência. Neste momento está a trabalhar num projeto alusivo a Martin Luther King Jr.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.