O decreto que classifica como sítio de interesse nacional o Terreiro da Batalha dos Atoleiros, na Herdade dos Atoleiros, em Fronteira (Portalegre), foi aprovado ontem em Conselho de Ministros, conforme o comunicado final da reunião do Governo.

A classificação de "sítio de interesse nacional", que garante a designação de "monumento nacional" ao terreiro, é sustentada pelo Governo por constituir uma “importante paisagem natural e histórico-cultural”.

Este local histórico “conserva tanto a topografia original, como a memória material e simbólica” do episódio bélico ocorrido em 1384 entre Portugal e Castela, de grande significado no quadro da resolução da crise dinástica gerada após a morte do rei Fernando I.

A Batalha dos Atoleiros ocorreu a 06 de abril de 1384, no sítio pantanoso de Atoleiros, entre Fronteira e Sousel.

Nesta batalha, onde se registou a vitória de Portugal sobre Castela, Nuno Álvares Pereira venceu a cavalaria inimiga, apesar de as forças portuguesas se apresentarem em menor número, utilizando pela primeira vez a tática do quadrado (envolvendo em cerco as forças inimigas) e o uso de lanceiros.

A lenda que envolve a primeira grande batalha com Castela, na crise de 1383-1385, admite que não houve mortos nem feridos da parte portuguesa, estando porém documentadas as baixas de Castela.

Os princípios de classificação de "interesse nacional", de acordo com os princípios de classificação de bens imóveis da Direção Geral do Património Cultural, visam a "respetiva proteção e valorização, no todo ou em parte" desses bens, que representem "um valor cultural de significado para a Nação, sendo que, para os bens imóveis classificados como de interesse nacional, sejam eles monumentos, conjuntos ou sítios, adotar-se-á a designação 'monumento nacional'".

Para assinalar esta batalha, a Câmara de Fronteira inaugurou naquela vila alentejana, a 22 de abril de 2012, o Centro de Interpretação da Batalha dos Atoleiros (CIBA), num investimento de três milhões de euros.

O CIBA apresenta-se como um projeto destinado a mostrar aos visitantes uma reconstituição daquela batalha histórica, através de meios multimédia.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.