Ponto de entrada para viajantes que chegam à região Ásia-Pacífico, Singapura começou nos últimos meses a adotar esquemas de entrada livre de quarentena para alguns países.

A partir do dia 01 de abril, os adultos com vacinação completa e crianças não vacinadas poderão entrar no país sem a necessidade de fazer quarentena, desde que apresentem um teste negativo de COVID-19 antes do embarque.

Apenas viajantes de países de uma "lista restrita" terão limitações para entrar em Singapura, mas atualmente não há nenhum país na lista.

Outras medidas sanitárias foram suspensas, como a obrigatoriedade do uso de máscara ao ar livre. O limite para reuniões foi aumentado de cinco para dez pessoas.

No início da pandemia, o país de 5,5 milhões de pessoas manteve os casos de COVID-19 sob controlo com o encerramento de fronteiras e um rígido confinamento.

Mas as autoridades mudaram para uma política de convivência com o vírus, graças a uma das taxas de vacinação mais elevadas do mundo.

Em 2020, a pandemia provocou a pior recessão da história de Singapura.

A chegada de visitantes internacionais naquele ano caiu para 2,7 milhões, contra 19 milhões em 2019.

A abordagem de Singapura contrasta com a de Hong Kong, a principal concorrente como cidade de negócios internacionais na Ásia, onde as pessoas que chegam do exterior ainda têm de fazer quarentena em hotéis.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.