A maior plataforma aberta de comércio hoteleiro do mundo, SiteMinder, prevê que no próximo mês de julho, o número de hóspedes hoteleiros internacionais em Portugal, deverá ultrapassar o número de viajantes domésticos, apesar das restrições relativamente a viagens internacionais estarem em constante mudança.

No mês de junho de 2021, a percentagem de hóspedes internacionais em Portugal foi de 46%, prevendo-se que, em julho, aumente para 63%, destacando-se, pela primeira vez desde o início da pandemia, um maior número de hóspedes internacionais em relação aos hóspedes domésticos.

Com base nas reservas feitas a partir de 30 de junho de 2021, prevê-se que este aumento continue a crescer, atingindo um pico de 94% em  janeiro de 2022.

Portugal tem estado entre vários países europeus a deixar cair os requisitos de quarentena para os turistas do Reino Unido, tendo aberto também as fronteiras aos viajantes dos Estados Unidos. Ainda que a incerteza relativamente à variante Delta e a outras mudanças a longo prazo nos hábitos de viagem, estas alterações têm levado a um aumento de tendência de hóspedes internacionais em maior número no país.

Em comparação com alguns países, os viajantes para Portugal estão mais inclinados a tomar medidas a longo prazo nas suas reservas de hotéis. Nas últimas duas semanas, 2% das reservas de hotéis foram para junho, enquanto 49% foram para julho, 30% para agosto e 10% para setembro.

Em Espanha, Reino Unido e EUA, por exemplo, as reservas efetuadas nas últimas duas semanas para estadias em hotéis em agosto foram de 27%, 21% e 19%, respetivamente.

No geral, o volume de reservas de hotéis em Portugal encontra-se, atualmente, nos 73% relativamente ao período homólogo de 2019, uma queda, após um aumento recente para 93% em 13 de maio de 2021, apesar se estar acima da média global que se encontra nos 67%.

O impulso nas reservas de hotéis em Portugal fica apenas atrás da Islândia, Espanha, Irlanda e Malta, na Europa. Espanha recuperou para mais de 100% dos seus volumes de reservas pré-pandemias de hotéis na passada semana e está atualmente a reportar 102% dos níveis de reservas de hotéis na mesma época em 2019.

André Gois, Gerente Nacional da SiteMinder em Portugal, afirma: "É encorajador ver que Portugal permanece como destino de eleição para os viajantes internacionais e espera-se que esse número vá aumentando, apesar dos hotéis portugueses ainda aguardarem um retorno global de reservas relativamente aos números pré-pandemia."

"De acordo com as nossas previsões, que antecedem outubro e vão até janeiro de 2022, contamos que a maioria dos hóspedes em Portugal sejam fora do país. Estes dados são atualizados diariamente e estão acessíveis às unidades hoteleiras de todo o mundo.

Os hotéis deverão planear as suas ofertas com antecedência e pensar em como diversificar o seu mix de negócios, mais uma vez, através de uma estratégia de marketing e distribuição mais global, diferente da que vinha a ser habitual nos últimos 18 meses. Ainda há muitas incógnitas devido à pandemia, mas os dados são nossos aliados e estas informações permitem que, a indústria hoteleira portuguesa comece a delinear um leque diversificado de hóspedes para os próximos meses.", conclui André Gois.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.