"S. João da Pesqueira é o maior produtor de vinho da Região Demarcada do Douro. Dizemos isto com bairrismo, mas é a verdade", frisou à agência Lusa o presidente da Câmara Local, o independente Manuel Cordeiro.

O autarca acrescenta que "faz todo o sentido" homenagear o Marquês de Pombal por ter sido ele o criador da Região Demarcada do Douro, em 1756, e por essa razão surgiu a Festa Pombalina junto com Vindouro.

Manuel Cordeiro refere que a festa engloba "três grandes momentos": o desfile a pé na avenida principal envolvendo "cerca de 100 pessoas", no sábado e no domingo, o leilão de vinhos generosos diante do tribunal, no sábado, e o jantar pombalino no vizinho Palácio de Cidrô, na sexta-feira, "com música, danças e teatro" alusivos à época.

Mais de 50 produtores de vinho da Região Demarcada do Douro estarão presentes na Vindouro, uma feira que terá lugar pelo segundo ano consecutivo na renovada Praça do Marquês, assim chamada em honra do Marquês de Soveral que nasceu naquele concelho e foi um grande diplomata português da segunda metade do século XIX.

A organização é da Câmara de S. João da Pesqueira, com produção da Essência do Vinho e apoio da Revista de Vinhos e da Capital Douro - Associação Industrial, Comercial e de Serviços de S. João da Pesqueira, os produtores estarão reunidos numa tenda com entrada livre e quem os quiser provar terá de comprar um copo por 2,5 euros.

A tenda albergará ainda um restaurante onde será possível "petiscar ou fazer até uma refeição", salientou o assessor da direção da Essência do Vinho, Diogo Navarro, referindo que a opção por um espaço coberto tem como objetivo "oferecer boas condições de prova" e prevenir eventuais adversidades climatéricas.

O mesmo responsável acredita que a Vindouro "faz jus ao potencial do vinho do Douro e do Porto", sendo também um veículo "capaz de dar a conhecer o melhor que a região produz" e de valorizar o município em simultâneo com "a recriação histórica, cultural e comercial da época pombalina".

O programa inclui ainda "conversas do vinho" em registo informal e orientadas por membros do painel de provas da Revista de Vinhos sobre os vinhos do Porto vintage de 2017, na sexta-feira, às 19:00, moscatéis do Douro, no dia seguinte e à mesma hora, e tintos monocasta, no domingo, às 16:00 e às 19:00.

O evento inclui tasquinhas, a novidade de um "wine bar", um leilão de vinhos diante do tribunal e a segunda edição do Concurso de Vinhos "Douro em Prova" com "mais de 100 referências" dos produtores presentes no certame.

Os vencedores do concurso vão ser anunciados durante o jantar pombalino", cuja conceção será do "chef" Rui Paula, detentor de uma estrela Michelin.

Um dos pontos fortes da Vindouro- Festa Pombalina 2019 são os concertos da banda Amor Electro e de Pedro Abrunhosa agendados para sexta-feira e sábado à noite, respetivamente, na Praça do Marquês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.