Joel Brandon-Bravo, diretor da Travelzoo, no Reino Unido, disse ao jornal online express.co.uk que milhares de turistas britânicos vão reconsiderar os Estados Unidos como um destino de eleição para férias. "O turismo na América poderá ser instável em 2017, depois da vitória de Trump" afirmou. "No final do ano passado, a Travelzoo previu que 2016 seria o ano em que os turistas britânicos iriam passar as suas férias nos Estados Unidos. E as nossas previsões estavam corretas, com o aumento de 3% de turistas britânicos a visitar o país, nos primeiros quatro meses do ano".

Mas depois das eleições, a mesma agência de viagens prevê agora que mais de um milhão de turistas britânicos reconsiderem passar as suas férias nos Estados Unidos.

Antes das eleições, a Travelzoo realizou uma pesquisa onde descobriu que 1 em 5 britânicos não pensa nos Estados Unidos como um destino de viagem. Fatores como a desvalorização da libra e o vírus Zika pesaram na decisão. No entanto, após as eleições, prevê-se que o número aumente.

A mesma fonte revela que depois da vitória de Trump, o Canadá poderá passar ser o destino preferido, sendo neste momento a quarta escolha para os britânicos como destino de férias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.