Assim como aconteceu no Domino Park, em Brooklyn, EUA, o Jardim das Ondas, no Parque das Nações, em Lisboa também já tem círculos na relva, numa tentativa de incentivar os visitantes a manterem o distanciamento social.

O Jardim das Ondas é uma das zonas  de lazer mais procuradas no Parque das Nações, motivo que levou a Junta de Freguesia do Parque das Nações a desenhar marcações no relvado, "utilizando tinta não tóxica para pessoas e animais e inofensiva para o relvado". O objetivo é tornar o desconfinamento seguro e permitir que todos possam desfrutar dos cerca de oito mil metros quadrados de jardim, mantendo sempre o distanciamento social.

Segundo a Junta de Freguesia do Parque das Nações, esta trata-se de uma instalação ao estilo StoDistante, um projeto italiano que promove iniciativas de distanciamento social em espaços públicos.

Localizado entre o Oceanário de Lisboa e o rio Tejo, o Jardim das Ondas tem cerca de oito mil metros quadrados e é uma obra de arte pública de Fernanda Fragateiro, inspirada no movimento das águas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.