Pergunta: O que a Notre-Dame de Paris representa na história da França?

Resposta: É um símbolo de Paris, um símbolo de paz, de união e de harmonia, onde se celebraram os te-déuns ao longo dos séculos, e que ocupa um lugar excecional no coração da cidade. A praça da catedral é o quilómetro zero de França.

Para mim, é talvez uma das catedrais mais equilibradas, que simboliza o trabalho dos artistas e dos homens que a construíram, mas ao longo do tempo já foi amada e odiada.

Pergunta: Por que acredita que este monumento emblemático de Paris e de França foi em parte desprezado?

Resposta: A Notre-Dame de Paris é muito querida pelos franceses e pelos milhões de estrangeiros que a visitam todos os anos, porém, entram e saem, creio, sem terem compreendido o que representa.

O Renascimento e o século XVIII mutilaram-na, por exemplo, não se hesitou em cortar o tímpano do portal central para fazer passar a coroa do rei! Foi o trabalho do século XIX, com [os escritores] Prosper Mérimée e Victor Hugo, e [os arquitetos] Viollet-le-Duc e [Jean-Baptiste-Antoine] Lassus, que permitiu voltar a colocar no seu lugar a arte gótica.

Acho que não foram investidos os recursos necessários para manter a catedral. Os trabalhos de restauração foram finalmente iniciados, e já era hora, mas talvez um pouco tarde. Subi para ver o pé da torre [antes do início do trabalho] e havia pedras soltas, apoiadas por uma grade para evitar que caíssem.

Pergunta: Já viu catástrofes parecidas? É possível recuperar os danos?

Resposta: Que o pináculo tenha caído não é tão grave, porque reconstruir-se-á graças aos planos de Viollet-le-Duc, arquiteto que respeito muito porque sem ele a catedral não estaria mais ali. Foi ele que reconstruíu a torre, porque a torre tinha caído em 1792, num evento sem relação com a Revolução Francesa.

No entanto, não teremos mais a "foret" (o bosque), essa magnífica moldura de madeira que suportava o telhado. E o que receio é que o fogo afete o coro.

O problema da Notre-Dame é que abarca várias jurisdições: o patriarcado, a cidade de Paris, os monumentos históricos... O que torna a sua manutenção mais complicada.

Espero que haja uma campanha nacional, até mesmo internacional, para financiar as obras, porque vai ser muito caro.

Fonte: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.