Segundo o executivo, o arquipélago recebeu da organização European Best Destination a distinção "Coronavirus Safest Destination", de uma lista de destinos mais seguros para férias numa altura de pandemia.

Esta distinção, de acordo com a nota divulgada hoje, "tem por base as medidas de segurança sanitária no setor do turismo e nas suas atividades conexas, o baixo número de casos e a segurança no serviço de saúde local".

“Tendo em conta a nova normalidade que vivemos, sermos considerados um dos destinos mais seguros na Europa em 2020 é motivo de orgulho no trabalho feito até aqui”, sublinha a secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo, citada na nota.

Para Marta Guerreiro, “este é um dos melhores reconhecimentos" que o arquipélago poderia receber este ano, motivando para "continuar o caminho percorrido no combate à pandemia de covid-19 e na retoma da atividade turística”.

Os empresários açorianos “têm-se demonstrado preparados para receberem em segurança os turistas interessados nos Açores”, sublinha a titular pela pasta do Turismo.

Segundo o executivo, outra das razões para a distinção internacional é o facto de os Açores serem “um destino perfeito para os viajantes que têm preferência pelo contacto com a natureza e por produtos como caminhadas, observação de cetáceos, gastronomia local e valorização das tradições".

“Estamos perante um posicionamento que vai ao encontro das motivações daqueles que decidirem viajar e que irão optar por destinos que oferecem condições de segurança sanitária associadas a uma oferta de descanso e lazer desmassificada”, considera a secretária regional do Turismo dos Açores, "o primeiro e único" destino do mundo "certificado enquanto destino sustentável”.

Marta Guerreiro diz que “estes fatores são primordiais na tomada de decisão dos turistas, posicionando-se à frente do fator preço”, o que faz com que, neste contexto, “os Açores estejam mais bem posicionados do que a maioria dos destinos concorrentes”.

A revista Forbes foi um dos órgãos internacionais que publicaram a lista de destinos seguros para visitar em época de COVID-19.

Há 16 dias seguidos que o arquipélago não regista novos casos de COVID-19, havendo apenas um caso positivo ativo, de uma pessoa residente em São Miguel. Até ao momento, foram detetados na região um total de 146 casos de infeção, verificando-se 129 recuperados e 16 óbitos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.