O cortejo histórico e etnográfico da Festa do Vinho Madeira, a ter lugar a 04 de setembro, é constituído por cinco carros alegóricos e cerca de 500 figurantes e visa dar a conhecer a história do vinho e da Região.

A descoberta da Madeira, a apanha da uva através de um carro lagar dos séculos XV-XVI, a representação do afogamento numa pipa de vinho de Jorge Plantageneta, Duque de Clarence (na peça Ricardo III, de William Shakespeare, o Duque é executado num barril de vinho que a tradição diz ser um Madeira, da casta Malvasia), o brinde à independência dos Estados Unidos e o vinho Madeira no mundo são os conteúdos do cortejo.

No fim de semana de 03 e 04 de setembro, a ocupação hoteleira, segundo o secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, é de 91%, mais oito pontos percentuais que em 2015.

Entre 28 de agosto e 11 de setembro, a ocupação hoteleira é de 89%, "a melhor dos últimos cinco anos", disse o secretário regional, Eduardo Jesus, na conferência de imprensa de apresentação deste cartaz turístico.

A Festa começa com a XIII Semana Europeia do Folclore, que este ano conta com a participação de oito grupos - Panamá, República Checa, continente português, Açores e Madeira.

A Placa Central da Avenida Arriaga será dedicada ao projeto "Praça Vinícola" e a Praça do Povo concentrará a animação.

A tradicional Festa da Vindima no Estreito de Câmara de Lobos realiza-se no dia 10 de setembro, com a apanha da uva e cortejo alegórico.

A Festa representa um investimento de 275 mil euros do Governo Regional e envolve mais de 1.500 pessoas.

A comercialização do Vinho Madeira no primeiro semestre de 2016, segundo dados do Instituto do Vinho e do Bordado da Madeira, atingiu os 8,3 milhões de euros, mais 8% do que em igual período de 2015.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.