De hoje a domingo, a 29.ª edição da BTL vai concentrar-se também no Turismo de Natureza e mostrar a “forte aposta” de municípios que decidiram, pela primeira vez, investir em espaços próprios, como Alenquer, Barcelos, Esposende, Mafra, Nisa, Penamacor e São Pedro do Sul.

Entre os destinos internacionais há presenças inéditas no certame como a Argentina, Taipé, Zimbabué, Colômbia, África do Sul, Peru, Galiza (Espanha) e Minas Gerais (Brasil).

Esta edição concentrará 1.200 expositores, estando confirmadas todas as entidades regionais de Turismo e 30 municípios, além de 42 destinos internacionais, numa área total de mais de 37 mil metros quadrados.

Pela primeira vez, estará ocupado o Pavilhão 4, com um espaço dedicado à gastronomia.

O programa da BTL inclui mais de 600 atividades e envolve ‘startups’ (empresas em início de atividade), empresas fora da área do Turismo - como seguradoras, bancos e consultoras -, e o ‘Hosted Buyers’, que este ano traz 400 compradores internacionais, que deverão agendar, diariamente, pelo menos seis reuniões.

Também haverá prémios para ‘blogs’, atividades dirigidas a crianças, exposição de projetos de ‘design’ de interiores e reforço da parceria com a Associação Empresarial de Ourém-Fátima em ano de centenário das aparições relatadas por três crianças.

Em 2016, a BTL recebeu 75.428 visitantes durante os cinco dias da Feira, o que corresponde a um aumento de 4% face a 2015, contando a organização este ano voltar a ultrapassar os 75 mil visitantes.

Os profissionais podem deslocar-se todos os dias à FIL, com um bilhete de 10 euros, enquanto o público em geral poderá marcar presença de sexta-feira a domingo, pagando entradas que variam entre os 2,50 euros e os cinco euros.

Veja também: Madeira é destino convidado da Bolsa de Turismo de Lisboa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.