Para quem está longe de casa, um hotel pode ser aquilo que mais se aproxima de lar. No entanto, existem certas questões que os viajantes devem ter em conta. Com a ajuda do site de perguntas e respostas Quora, a BBC conversou com especialistas do ramo hoteleiro para tentar descobrir o que os hóspedes não sabem sobre um quarto de hotel.

No que toca à privacidade, higiene e segurança, as respostas foram surpreendentes e, por vezes, assustadoras.

Atenção ao olho mágico

Michael Forrest Jones, diretor do Beechmont Hotels, em Winston-Salem, no estado americano da Carolina do Norte, aconselha os viajantes a verificar o olho mágico da porta.

O diretor explica que em caso de dano ou manipulação, o cliente deve pedir um quarto diferente. Conforme cita a BBC, o olho mágico deve sempre dar uma visão nítida e sem obstáculos. Se for pouco nítido em qualquer aspecto – turvo ou com alguma mancha – indica que pode estar comprometido.

O olho mágico pode ser manipulado para incluir uma câmara ou para funcionar ao contrário: permitir que a pessoa de fora observe o está dentro.

O diretor recomenda que cole um papel no lado de dentro do quarto, em frente ao olho mágico para impedir a visão. Se alguém bater à porta do seu quarto e não for possível vê-lo pelo olho mágico, não abra. Ligue para a receção.

Evite a cafeteira e os copos

Vários especialistas do ramo aconselham aos clientes a evitar as cafeteiras e as chaleiras elétricas do quarto de hotel.

"Sim, tudo parece muito limpo, mas sabe-se lá o que os hóspedes anteriores fizeram por aqui", explica um ex-diretor de hotéis de Chicago, para quem a cafeteira é o objeto mais suspeito do quarto.

Os copos do lavatório são também suspeitos, segundo Cooper Woods, um viajante experiente. "Estes copos da casa de banho não são tão limpos quanto você pensa", revela. No melhor dos casos, (os funcionários do hotel) limpam-nos com um pano, ou simplesmente, passam por água".

Woods recomenda que os próprios hóspedes limpem os copos e chávenas.

E o objeto mais sujo do quarto é...

"O objeto mais sujo em qualquer quarto de hotel é, provavelmente, o comando da televisão", diz William Payne, outro viajante experiente, do Texas. "Ele foi manipulado por inúmeras pessoas, e quase nunca é limpo pelos funcionários do hotel".

O interruptor do candeeiro é também apontado como outro dos objetos mais sujos.

Não há motivo para (tanta) preocupação

Tanto os hotéis como os hóspedes preocupam-se cada vez mais com questões de segurança e higiene. Por isso, não é preciso ficar alarmado de cada vez que tem de ficar hospedado num hotel. No entanto, se verificar que algum objeto ou espaço não está limpo, não hesite em reclamar com os funcionários.

Outro truque é viajar sempre com toalhetes ou líquidos desinfetantes. São sempre uma mais-valia na mala de um viajante.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.