Se procura um destino de férias, mas gostava de evitar as multidões que geralmente rumam a Sul nesta altura do ano, vamos dar-lhe uma ajuda. Convidamo-lo a rumar a Norte, onde há belas praias, tesouros naturais, gastronomia de comer e chorar por mais e cidades cheias de carácter, com muito para descobrir.

Vamos falar-lhe do Minho e do Douro Litoral, enunciar alguns dos trunfos de cada uma destas regiões e, no final, a escolha é sua. Comece por jogar a nossa "batalha" interativa e leia as nossas dicas sobre as duas regiões.

Minho

Paisagens Naturais

Parque Nacional da Peneda-Gerês: uma das joias verdes de Portugal, é um dos locais onde se pode observar grande variedade de fauna e flora. Miradouros, cascatas, lagoas, aldeias históricas, paisagens naturais é o que não falta por aqui.

Parque Nacional da Peneda-Gerês
Parque Nacional da Peneda-Gerês créditos: Pixabay

Costa Verde: a zona costeira compreendida entre a foz do rio Minho, em Caminha, e a foz do rio Douro no Porto, onde encontramos praias de grande beleza como Moledo, Apúlia ou a praia da Arda em Viana do Castelo. Se são amantes de desportos radicais como surf, windsurf ou kitesurf, há imensas opções, como a praia do Cabedelo ou Esposende.

10 locais no Gerês que todos têm de conhecer
10 locais no Gerês que todos têm de conhecer
Ver artigo

Monte da Penha: o pulmão de Guimarães, onde se situa o ponto mais alto da cidade, oferecendo vistas incríveis sobre esta. Há trilhos para percorrer, grutas para explorar e miradouros para se deslumbrar. No cimo, espera-o o Santuário da Penha, a principal atração do local. Se estiver cansado ou quiser uma outra perspetiva da paisagem, pode sempre optar por uma viagem de teleférico.

Gastronomia

Rojões à moda do Minho: o nome não deixa enganar, é um os pratos-estrela da região. Consiste em pedaços de carne de porco temperados com vinho, alho, sal, pimenta, louro e colorau, e servidos com tripa e batata fria. Pode ser acompanhado por arroz branco ou de sarrabulho. Para uma verdadeira experiência gastronómica vá até Ponte de Lima, a ‘Meca’ dos rojões com sarrabulho.

Caldo Verde: parece simples mas é uma das principais iguarias da região, tendo sido eleita uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal. É feita com batata e couve galega, não podendo faltar em cada tigela uma rodela de chouriço.

Pudim Abade de Priscos
Pudim Abade de Priscos Wikipedia

Pudim Abade de Priscos: é um doce de origem conventual, criado em Priscos, distrito de Braga. O segredo do seu sabor e textura macia é o toucinho, ingrediente essencial nesta receita.

Pontos de Interesse

Braga: foi este ano eleita o segundo melhor destino europeu pelo site Best European Destinations. Cidade de contrastes, onde convivem tradições e modernidade, onde existe um vasto património cultural e religioso e, ao mesmo tempo, surgem galerias, lojas e restaurantes a cada dia. Se passar por lá não pode deixar de visitar a Sé Catedral, o Centro Histórico e o Santuário do Bom Jesus, este último eleito recentemente Património Mundial da UNESCO.

Guimarães: cidade histórica de origem medieval, conhecida por ser o ‘Berço da Nação’. Além da sua importância histórica, possui muitos outros encantos, nomeadamente o castelo, o Paço dos Duques de Bragança, o Centro Histórico e o Santuário da Penha.

Guimarães
O castelo de Guimarães créditos: Lusa

Viana do Castelo: uma cidade entre o rio, o mar e o monte. É a capital do Minho por excelência, estando as tradições minhotas bem preservadas. Nas principais festas da cidade, a Romaria de Nossa Senhora d’Agonia, é possível ver homens e mulheres trajados com as roupas e ouro típicos da região. Não deixe de subir até ao monte de Santa Luzia para visitar o imponente santuário com o mesmo nome e desfrutar da mais bela vista panorâmica sobre a cidade.

Douro Litoral

Paisagens Naturais

Vinhas do Douro: uma das paisagens mais bonitas de Portugal e um dos principais atrativos desta região. Seja de barco, de carro ou a pé, permita-se um dia passear pelo Douro Vinhateiro. Não verá nada igual em qualquer outro ponto do país.

Vinhas do Douro
Vinhas do Douro créditos: Pixabay

Geoparque de Arouca: reconhecido pelo seu excepcional Património Geológico de relevância internacional, destacando-se as Trilobites gigantes de Canelas, as Pedras Parideiras da Castanheira e os Icnofósseis do Vale do Paiva. É onde estão inseridos os Passadiços do Paiva, que permitem acompanhar parte do curso do rio Paiva e explorar a natureza que o rodeia.

Praias de Vila Nova de Gaia: são cerca de 18 quilómetros de praia, a maior parte de Bandeira Azul. Encontramos algumas das praias mais bonitas do país, como por exemplo a praia do Senhor da Pedra, a praia da Madalena ou a praia da Aguda, só para nomear algumas.

Sabe de onde vêm estes 18 doces deliciosos 'made in' Portugal?
Sabe de onde vêm estes 18 doces deliciosos 'made in' Portugal?
Ver artigo

Gastronomia

Francesinha: este prato tradicional do Porto é, provavelmente, a sanduíche mais famosa de Portugal. Entre duas fatias de pão coloca-se bife acompanhado de uma grande variedade de charcutaria como fiambre, linguiça, chouriça e salsicha fresca. Cobre-se com uma fatia de queijo derretido e molho feito à base de tomate. A acompanhar, uma boa dose de batas fritas.

Tripas à moda do Porto: destacamos aqui mais um prato originário da cidade do Porto. Feijão branco, enchidos e tripas (que dão o nome ao prato) são os principais ingredientes desta receita.

Tripas à moda do Porto
Tripas à moda do Porto Wikipedia

Doces regionais de Amarante: se há cidade com uma vasta doçaria tradicional é Amarante. Desde os doces conventuais, criados pelas freiras do Convento de Santa Clara, como as brisas, as lérias, os foguetes ou os papos de anjo, ao doces menos ‘religiosos’, como os doces de São Gonçalo, não vai querer deixar nenhum por provar.

Sete razões para amar o Porto
Sete razões para amar o Porto
Ver artigo

Pontos de Interesse

Porto: esta cidade já quase dispensa apresentações. As razões para visitar o Porto são muitas, mais do que suficientes para preencher vários dias de visita. O Centro Histórico, a Ribeira, a Foz do Douro e o Parque de Serralves são apenas alguns do principais atrativos da cidade Invicta, como é conhecida.

Amarante: Esta pacata cidade banhada pelo Tâmega é uma agradável surpresa. Para passear e apreciar com calma. Caminhe pelo centro histórico, visite a Igreja de São Gonçalo, o Museu Amadeo de Souza-Cardoso e termine o dia a jantar com vista para o rio num restaurante galardoado com estrela Michelin, o Largo Paço no Hotel Casa da Calçada.

Amarante
Largo de São Gonçalo de Amarante créditos: Hbarros69 / CC BY-SA 4.0

Baião: esta cidade nas margens do Douro é o local perfeito para desfrutar da natureza, património e saborosa gastronomia. Pode fazer caminhadas pela Serra da Aboboreira e descobrir vestígios de civilizações milenares, fazer um passeio de barco pelo Douro, visitar a Fundação Eça de Queiroz e degustar um delicioso vinho da região numa das muitas caves e adegas existentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.