Por mais longa que seja a viagem, há formas de se sentir sempre bem. Passar o dia em reuniões de negócios é exaustivo. Pior ainda, se antes disso tiver feito uma viagem de avião. Apesar de desidratado, cansado e vítima de jet lag – cujos sintomas são sonolência diurna, dor de cabeça, desorientação, indigestão, dificuldade de concentração e de coordenação e irritabilidade - convém estar sempre a 100% quando chega à cidade de destino.

O ideal é que se saiba preparar para uma viagem longa. As viagens podem causar desidratação. Beba bastante água, em vez de café ou chá, que são ambos diuréticos. Tenha particular atenção ao álcool, que aumenta a desidratação e também agrava os sintomas de jet lag. Passar horas sentado no avião também pode provocar dores de costas e cãibras. Levante-se durante o voo, nem que seja apenas para esticar as pernas. Enquanto estiver sentado, faça, de vez em quando, exercícios de alongamento e de torção ou exercícios simples de ioga. Se a roupa, ou o cinto, estiverem demasiado apertados, desaperte.

Leve uma máscara para tapar os olhos e uma almofada para apoiar a cabeça. Aproveite também para regularizar o sono durante o voo, assim, se o seu voo for durante a noite, vai conseguir descansar o suficiente.

Faça depois o inverso à chegada do seu destino. O seu corpo depende da melatonina (que é dada pela luz do dia) e para estabilizar os níveis desta hormona, o melhor será apanhar o máximo de luz durante a manhã da sua chegada.

Deverá preocupar-se igualmente em relação à alimentação. Se os seus níveis de melatonina estão baixos devido às constantes mudanças de fuso horário, há alimentos que o podem ajudar a regular o organismo: frango, carnes magra, couve-flor, brócolos, leite, queijo ou ovos. Certamente que assim a sua estadia no destino será muito proveitosa.

Esteja preparado para levantar voo

A médica Sarah Cimperman, de Nova Iorque (EUA), deu algumas dicas ao site Entrepeneur para que seja possível viajar e continuar a sentir-se bem.

  1. Prepare o sistema imunológico antes de partir. Não espere embarcar para tomar as medidas que vão garantir o seu bem-estar. Antes da viagem, procure ingerir alimentos ricos em betacaroteno, como cenoura, batata-doce e abóbora. Essa substância ajuda na proteção do organismo contra infecções bacterianas ou virais.
  2. Tente manter a sua rotina de sono. A causa mais comum de doenças quando se muda de ares é a mudança radical dos hábitos de dormir. Repousar por menos tempo ou mudar o horário de descanso pode alterar o ritmo cardíaco e a libertação das hormonas que controlam o metabolismo.
  3. Evite o excesso de cafeína. Beber demasiado café para se manter acordado no aeroporto pode complicar o processo de adaptação aos novos horários. A imunidade, o sono e a disposição costumam ser afetados pelo exagero da substância. Uma alternativa sugerida é trocar o café por chá verde, cuja taxa de cafeína é menor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.