Em entrevista à Lusa, Álvaro Santos, presidente executivo do Conselho de Administração da Porto Vivo SRU, informou que estão, neste momento, em apreciação 11 hotéis nos serviços daquela entidade, designadamente três na Avenida dos Aliados, um na Rua do Almada e outro que abarca o Gaveto das Ruas do Almada, Clérigos e Praça da Liberdade.

Rua Bonjardim com Rua Sampaio Bruno, Rua de São João, Rua das Flores e Rua da Ponte Nova, Cais das Pedras, Rua Rodrigues Sampaio, Rua do Infante D. Henrique e Rua do Loureiro são outros locais da cidade onde estão a ser apreciados os pedidos de novos estabelecimentos hoteleiros.

Desde 2014, a Sociedade Porto Vivo - entidade em fase de municipalização -, aprovou “nove hotéis”, recorda Álvaro Santos.

Há um ano, a agência Lusa noticiava a 5 de novembro, que o Porto tinha na calha 30 pedidos de licenciamento para novos hotéis, em duas listagens que tramitam na Câmara Municipal do Porto e na Sociedade.

Na altura, fonte do gabinete de imprensa da Porto Vivo referia que a cidade estava “na moda” e que a onda estava a “rolar sozinha”.

“Notámos uma duplicação de pedidos de alvarás de 2014 para 2015. Temos tido um acréscimo brutal de pedidos”, disse na altura fonte do gabinete de imprensa da SRU.

Na lista da SRU estavam enumerados com alvará de construção cinco projetos, um na Rua dos Canastreiros/Rua Cimo do Muro, outro no Largo de São Domingos, um na Rua Fonte Taurina e dois na Rua Infante D. Henrique. Todos a edificar na zona da Ribeira, Património Mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.