O Pensador é uma das esculturas mais conhecidas do mundo. Representa um homem sentado com uma postura de reflexão, concentrado nos seus próprios pensamentos.

A escultura foi pensada para estar integrada numa obra maior que Rodin estava a trabalhar. A Porta do Inferno, inspirada no poema Divina Comédia, de Dante Alighieri.

Rodin era um grande apreciador da obra de Dante e já havia criado esta representação do artista, embora em ponto pequeno, em 1880. Este "pequeno" Pensador pode ser visto no topo do portal monumental que só foi concluído em 1917, feito para estar exposto no Museu de Arte Decorativas de Paris. A figura de Dante surge absorta nos seus pensamentos durante a criação do poema épico.

O Pensador. A história por trás de uma das esculturas mais famosas do mundo
Porta do Inferno créditos: Wikipédia

A força da escultura ultrapassou as barreiras da Porta do Inferno e ganhou várias versões. A mais conhecida, feita em bronze, tem quase dois metros de altura (1.86). Foi apresentada ao público em 1904. Dois anos depois foi colocada em frente ao Panteão de Paris até encontrar uma nova morada no Museu Rodin, em 1922.

O Pensador. A história por trás de uma das esculturas mais famosas do mundo
créditos: Pixabay

Além de ter sido influenciado por Michelangelo, há também teorias que indicam que não é Dante ali representado, mas sim o próprio Auguste Rodin ou até Adão. Facto é que O Pensador é uma das esculturas mais icónicas de sempre, contanto com inúmeras cópias oficiais espalhadas pelo mundo.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.