A área, localizada a sudoeste da capital saudita, Riade, acolherá "a maior cidade cultural, desportiva e de entretenimento do reino", afirmou o filho do rei e ministro da Defesa, Mohamed Ben Salman, citado pela agência de notícias oficial Spa.

Considerada a única cidade deste género no mundo, "terá uma superfície de 334 km2", acrescentou, ou seja, cerca de três vezes a área de Paris.

A cidade vai oferecer "atividades de qualidade escolhidas cuidadosamente", incluindo um safari e um gigantesco parque de diversões, enumerou Mohamed Ben Salman. Também vai contar com competições desportivas e corridas automobilísticas, assim como restaurantes e hotéis para atrair os turistas ao que o vice-príncipe chamou de "capital das aventuras futuristas". A cidade deve ser inaugurada em 2020.

O reino saudita, o maior exportador mundial de petróleo, está a fazer esforços para diversificar a economia, como forma de tentar combater as consequências da queda dos preços do petróleo. Como parte do plano, o governo do reino conservador - onde as mulheres não têm o direito de conduzir e os cinemas são proibidos - criou, recentemente, uma agência para apoiar as empresas privadas que queriam organizar eventos ligados ao entretenimento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.