Em comunicado, a ANA, que é detida pela VINCI Airports, diz que “foram concluídas, no final de outubro, as obras de renovação e ampliação do caminho de circulação/‘taxiway’Fox” no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto.

“Acrescentando 1.300m ao caminho de circulação paralelo à pista, incluindo um desvio que permitirá uma melhor sequência de descolagens e uma saída rápida da pista de 300m”, refere a ANA, dando conta de que durante as obras “foram reabilitados 600m do ‘taxiway’ e instalada nova sinalização operacional, utilizando mais de 200 km de cabos elétricos”.

Segundo a ANA, a expansão do ‘taxiway’ permite ao aeroporto do Porto “manter o seu trajeto de crescimento sustentado no futuro”.

“No período anterior à crise pandémica, o aeroporto do Porto atingiu consistentemente níveis elevados de crescimento do tráfego de passageiros e está hoje entre os melhores aeroportos a recuperar em Portugal, com mais de 60% do tráfego que registou em 2019 já recuperado e 76 destinos operados este verão”, sublinha a gestora dos aeroportos nacionais.

As obras agora concluídas “fazem parte da estratégia da ANA/VINCI para a modernização do aeroporto do Porto, cujos investimentos já incluíram a remodelação da área comercial, uma nova área de rastreio de segurança, utilizando tecnologia de ponta e a inovação aplicada à melhoria da experiência dos passageiros”.

“Em 2020, o Airports Council International distinguiu o aeroporto do Porto como ‘Melhor Aeroporto Europeu na categoria de 5 a 15 milhões de passageiros’. O aeroporto do Porto recebeu também recentemente o selo Clean and Safe do Turismo de Portugal, renovado este ano, e foi certificado pelo Bureau Veritas que aprova as medidas sanitárias implementadas pelos Aeroportos VINCI”, diz o comunicado.

Segundo Thierry Ligonnière, CEO (presidente executivo) da ANA Aeroportos de Portugal, citado no comunicado, este investimento vai permitir “aproveitar ao máximo, e nas melhores condições, a esperada retoma do tráfego aéreo”.

“Com esta melhoria, o aeroporto do Porto irá consolidar a sua posição como o principal aeroporto do noroeste da Península Ibérica, permanecendo uma referência em termos de conectividade e qualidade de serviço”, salienta o responsável.

“Acreditamos que a extensão deste ‘taxiway’ será mais um bom exemplo da nossa capacidade de contribuir para o desenvolvimento económico sustentável das regiões que servimos”, assume o CEO da ANA.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.