com o apoio MEO
O MEO Energia ajuda-o a poupar. Simule aqui
 

Dia 1

A zona do Baixo Tâmega, composta pelos municípios de Amarante, Baião e Marco de Canaveses, localizada a apenas 60 quilómetros de distância do concelho do Porto, é de visita obrigatória para quem procura passar alguns dias rodeado por natureza, história e gastronomia típica irrepreensível. Primeira paragem deste roteiro: Amarante.
Para descansar
  • Amarante

    A apenas 60 quilómetros do Porto, Amarante é uma daquelas cidades que nos faz sentir a verdadeira essência portuguesa. Alguns historiadores atribuem a fundação desta cidade de transição entre o Minho e Trás-os-Montes a um centurião romano de nome Amarantus.

    No séc. XIII chegou ao local São Gonçalo, monge beneditino que aqui se fixou depois de peregrinar por Itália e Jerusalém e que ficaria o seu santo padroeiro.

    A ponte de Amarante perpetua a memória da heróica resistência da população às forças de Napoleão que, em inícios do séc. XIX, invadiram Portugal. A cidade foi sediada pelo exército do marechal Soult mas encontrou feroz oposição dos amarantinos que resistiram ao cerco durante 14 dias.

    Os famosos doces de Amarante são fáceis de encontrar nas muitas pastelarias da terra. Fixe alguns nomes: Papos de Anjo, Brisas do Tâmega, Toucinho do Céu, bolos de S. Gonçalo, galhofas.

    O que visitar:

    • Museu Municipal Amadeo de Souza Cardoso
    • Igreja do Convento de São Gonçalo
    • Ponte de São Gonçalo
    • Confeitaria da Ponte

    Sugestão de restaurante: Zé da Calçada. Conhecido pelo seu famoso Bacalhau da Casa, o restaurante Zé da Calçada está localizado em pleno centro histórico de Amarante. Desafiamo-lo ainda a tentar resistir à recheada mesa de sobremesas que o tentará sem piedade, ao passar para a varanda do restaurante.

    Sugestão de alojamento: Monverde Wine Experience Hotel. O alojamento ideal para amantes de vinho e natureza. Localizado em plena Quinta da Lixa, oferece uma oportunidade de passar alguns dias repletos de tranquilidade, no meio de vários hectares de vinha, em quartos e suites.

 

Dia 2

Baião, o concelho com maior densidade florestal no distrito do Porto, é o destino ideal para todos os amantes de natureza e de história. A Serra da Aboboreira e os vários monumentos históricos, alguns com origem na pré-história, garantem momentos inesquecíveis para quem queira conhecer um pouco mais a fundo o passado desta região.
Para descansar
  • Capela do Senhor do Bom Despacho
    Localizada junto ao Mosteiro de Santo André de Ancede, e datada de 1731, a Capela do Bom Senhor do Despacho é uma capela octogonal dominicana que surpreende quem a visita, não só pela sua forma (considerada normal na época), mas também pelas várias figuras religiosas que se encontram dispostas no seu interior, representando várias cenas bíblicas, como se de uma peça de teatro se tratasse. É necessária marcação prévia de visita.
  • Miradouro e Igreja da Senhora da Guia
    Em plena Serra da Aboboreira, no Miradouro da Senhora da Guia, é possível avistar os três concelhos que integram a zona do Baixo Tâmega: Baião, Marco de Canaveses e Amarante. O Miradouro está localizado junto à Igreja da Senhora da Guia, construída num local onde existiam já vários relatos de aparições e onde existem vestígios de sacralização da época romana (alegadamente). Anualmente, no primeiro domingo de agosto é realizada uma romaria ao local.
  • Serra da Aboboreira
    A uma altitude média de 700 metros, a Serra da Aboboreira estende-se pelo território dos três concelhos integrantes da zona do Baixo Tâmega. A tranquilidade e beleza das suas paisagens e o vasto e diverso património histórico que ali se encontra, fazem com que seja paragem obrigatória numa visita à região. Um dos trilhos que poderá fazer na Serra é o Trilho dos Dolmens através do qual terá a oportunidade de visitar vários antigos túmulos que remontam à pré-história.
  • Douro Royal Valley Hotel
    Debruçado sobre o Rio Douro, não faria sentido se no Douro Royal Valley Hotel todos os quartos não tivessem vista para o rio. Acordar com uma vista assim é, sem dúvida, remédio quase certo para qualquer mal de alma. O pequeno-almoço variado, o spa no último piso com várias áreas de relaxamento e salas de tratamento, piscina interior, duche Vichy e duche escocês, e a piscina infinita com vista sobre o rio, perfeita para tirar a foto de perfil ideal para partilhar nas redes sociais, faz com que este hotel seja presença essencial num roteiro de viagem por esta zona de Portugal.
 

Dia 3

Com cerca de 55.000 habitantes e composto por 16 freguesias, Marco de Canaveses é o município português com maior número de monumentos românicos e também a terra natal da famosa artista Carmen Miranda. É aqui que os rios Douro e Tâmega se fundem, e onde se consegue usufruir de momentos de total tranquilidade com vista para a paisagem sem igual da região.
Para descansar
  • Igreja de Santa Maria
    Construída há 23 anos, a Igreja de Santa Maria, em Marco de Canaveses é, sem dúvida, um ponto a incluir num roteiro por esta região. Com arquitetura de Siza Vieira, ninguém diria pelo seu exterior que este imponente edifício branco se tratava de um local de culto religioso católico. No interior é quase palpável a serenidade que a sua geometria simples e reta e decoração minimalista conferem ao espaço.
  • Tongobriga
    Apesar dos seus primeiros vestígios terem sido descobertos em 1882, as escavações desta povoação românica, cuja fundação remonta ao século I e cuja densidade populacional se estima ter sido em tempos de cerca de 2500 pessoas, só se iniciou em agosto de 1980. Está localizada na povoação hoje conhecida por Aldeia do Freixo. É possível conhecer Tongobriga através de visita livre e gratuita ou de uma visita guiada, com marcação prévia, por dois euros (adulto).
  • Doces do Freixo - Casa dos Lenteirões
    Esta mítica confeitaria, datada de 1819, é ainda hoje detida e gerida pela família dos seus fundadores, tendo passado de geração em geração. Conhecida pelas famosas Fatias do Freixo, ícones gastronómicos do concelho de Marco de Canaveses, na Casa dos Lenteirões poderá ainda deliciar-se com os igualmente deliciosos biscoitos de manteiga, coco e limão, entre muitos outros doces típicos.

Veja também

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.