Porquê viajar para o Egito

Todos nós nos lembramos do imaginário criado em volta dos mistérios do Antigo Egito com as suas grandes construções como as pirâmides ou os enigmáticos hieróglifos cravados nos mais belos monumentos que eram descritos nos nossos livros de história. Ao longo do Rio Nilo vão-se descobrindo, ainda nos dias de hoje e com grande frequência, novos tesouros que remontam a períodos de civilizações antigas. Este é o principal motivo que leva curiosos a visitar o Egito.

No entanto, existem outras razões para visitar este país: a simpatia das pessoas, as águas do mar vermelho e o majestoso Rio Nilo, a história rica do país, o contacto com a língua árabe e com a cultura muçulmana, o cheiro e as cores dos souks e também a segurança são apenas alguns dos exemplos de boas razões para lá ir.

Hieróglifos egípcios
Hieróglifos egípcios créditos: Mais pra Lá

Quando ir

Deves evitar o verão: não queres andar de templo em templo debaixo dos abrasadores e secos 40ºC que se vão fazer sentir durante o dia. Na nossa opinião, a melhor altura para viajares para o Egito será entre Março e Abril ou Outubro e Novembro quando as temperaturas serão mais amenas.

Visto

O visto é obrigatório para cidadãos portugueses que pretendem entrar no Egito. Tem o custo de 25 dólares americanos e tem uma validade de 30 dias.

O visto pode ser tirado à chegada ou online no portal do visto eletrónico do Egito com uma antecedência de 7 dias. No Cairo, à chegada, encontras uma cabine de câmbio onde podes trocar dinheiro para pagar o visto em moeda local.

Dinheiro

A moeda que se utiliza no Egito é a Libra Egípcia. Facilmente encontras ATM nas cidades e convém teres sempre algum dinheiro em numerário para pagar o táxi ou as tuas compras nos souks.

Podes ver a taxa de câmbio aqui.

Língua

A língua oficial do Egito é o árabe. No entanto, facilmente conseguirás comunicar em inglês. Nos complexos turísticos é certo que não vais ter problemas. Em lojas ou noutros serviços é muito provável que encontres também falantes de inglês, o que não dispensa a aprendizagem de palavras e expressões básicas em árabe.

Quanto aos guias turísticos, facilmente encontrarás guias em inglês, francês e espanhol. Se procurares bem, ou nos contactares, até em português arranjas!

O que visitar

Há muito para ver no Egito e a lista de locais a visitar é interminável. Partilhamos contigo um apanhado de alguns locais que, para nós, não podes mesmo perder.

Pirâmides de Gizé

Um dos maiores símbolos do Egito que, com 4000 anos de história, continua a atrair muitos viajantes. Num grande complexo, onde também é possível observar a famosa Esfinge, vais ter oportunidade de ver de perto este marco histórico que faz parte da lista das 7 Maravilhas do Mundo Antigo.

Pirâmides de Gizé
Pirâmides de Gizé créditos: Mais pra Lá

Cairo

“Cairo. Distante Cairo. Excitante Cairo. Apaixonante” já os Taxi diziam e nós confirmamos. Se há coisa que esta cidade é, é estimulante o som ensurdecedor das buzinas, o ritmo caótico, a confusão de gente nos souks, as mesquitas enormes como a Al Hazhar ou a Sultan Hassan, o Museu Egípcio, o Khan Al Khalili e todo o Cairo Islâmico são arrebatadores. Esta cidade tem uma vida própria e explora-la é obrigatório!

Cairo
Cairo créditos: Mais pra Lá
Especiarias nos souks egípcios
Especiarias nos souks egípcios créditos: Mais pra Lá

Vale dos Reis

Local onde está o túmulo do famoso faraó Tutankhamon mas também muitos outros. Este é um enorme complexo de tumbas escavadas nas montanhas. Atreve-te a visitar este vale montanhoso e descobre as maravilhas escondidas no seu subsolo!

Templo de Luxor

Este é o único monumento do mundo que contém elementos de épocas faraónicas, greco-romanas, coptas e muçulmanas. Como o nome indica, está situado em Luxor e é de visita obrigatória. Recomendamos que o visites ao final do dia, na hora do pôr-do-sol, altura em que o templo fica iluminado e ganha outro encanto.

Templo de Karnak

Karnak foi o centro religioso do Antigo Egito enquanto o poder esteve centrado em Tebas, atual Luxor, e visitar este templo é viajar no tempo. Anos de história vêem-se representados nos imenso templos, colunas e santuários que são incomparáveis.

Templo de Karnak em Luxor
Templo de Karnak em Luxor créditos: Mais pra Lá
Colunas do templo Karnak
Colunas do templo Karnak créditos: Mais pra Lá

Abu Simbel

A sul de Assuão está outro dos templos mais conhecidos de todo o Egito. As enormes estátuas do Faraó Ramsés II e da sua esposa Nefertari escavadas nas rochas são de impressionantes. Este templo inicialmente não estava neste local, mas com a construção da barragem de Assuão foi iniciado um projeto de salvamento do templo que consistiu no corte e transporte de todo o templo para uma altitude superior evitando que o mesmo ficasse submerso. É impressionante!

Templo de Abu Simbel Ramses II
Templo de Abu Simbel Ramses II créditos: Mais pra Lá
Templo de Abu Simbel Nefertari
Templo de Abu Simbel Nefertari créditos: Mais pra Lá

Templo de Philae ou de Isis

Este templo fica numa ilha e, tal como os templos de Abu Simbel, teve que ser deslocado para outro local que não o seu original devido à construção da barragem de Assuão. Anteriormente na ilha de Philae e hoje na ilha de Aglika este é um dos templos mais pitorescos do Egito. Para o visitar terás obrigatoriamente que apanhar um barco no porto de Assuão.

Dahab

Na península do Sinai encontramos uma das vilas mais tranquilas junto ao Mar Vermelho. Se o que gostas é pegar na máscara de snorkeling e ir explorar o fundo do mar ou simplesmente ficar numa espreguiçadeira a beber uma bebida fresca e a fumar shisha, então este é o teu spot! Mas atenção: para o relax uns momentos e não deixes de visitar o Monte Sinai que fica mesmo ali ao lado. Podes fazer a sua subida durante a noite com um guia local para desfrutares do maravilhoso nascer-do-sol sobre as montanhas. Essa vista vai certamente vai ficar na tua memória.

Outras informações e dicas

  • Para além dos conhecidos cruzeiros no Nilo, há outras formas de te deslocares ao longo deste rio. Podes também fazer a travessia de todo o país num comboio noturno e dormir numa das suas camaratas.
  • É certo que, quando estiveres nas ruas, vais ser abordado com ofertas e negócios de todo o tipo e com alguém a tentar convencer-te de que há uma mesquita ou templo secreto que tens de visitar. Não stresses e aceita só se quiseres (não confies em tudo!). Caso não estejas interessado, responde apenas com um “La Shukran” (não, obrigado) e segue o teu caminho sem problema. Por vezes, podes ter que repetir estas palavras mais que uma vez.
  • Vai com algum tempo ou abdica de alguns locais. Não te apresses, o Egito é enorme e, se quiseres visitar tudo em poucos dias, vais acabar por perder muitas horas em deslocações e poucas a conhecer os locais. Existem tours desde todo o lado para as principais atrações e depende de ti a ponderação entre o tempo em deslocação e o tempo disponível no local. Relembramos que o Egito está recheado de locais de interesse e por vezes mais vale veres e explorares a fundo o que está ali ao pé.
  • Em Luxor não deixes de sobrevoares a cidade de balão de ar quente! A vista vai-te surpreender e os preços são muito acessíveis quando comparados a outros locais que dispõem desta atividade.

Vê também a nossa galeria de fotos “Egito: Imagens que te levam a viajar pelos livros de história” e se quiseres saber mais sobre as nossas viagens neste país podes encontrar as nossas histórias aqui.

Não deixes de seguir as nossas aventuras no Facebook ou Instagram.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.