com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais
 

Dia 1

Para descansar
  • Pelo souto do concelho até ao Poço do Inferno
    Manteigas é um lugar perfeito para se partir à descoberta da Estrela. Não é preciso sairmos do concelho para percorrer o caminho que nos levará ao Poço do Inferno. Não é o caminho que vulgarmente tantos turistas fazem para chegar do icónico poço, é o caminho de São Gabriel, uma estrada florestal que atravessa um frondoso souto de castanheiros, o Souto do Concelho, que em outubro se enche de cores outonais pintando a encosta com um esplendoroso painel.
  • Do Vale do Rossim ao Fragão do Corvo
    Do Vale do Rossim às Penhas Douradas é um percurso pedestre fabuloso. Começando na lagoa do Rossim e atravessando pelo Vale das Éguas passamos por lugares de beleza incrível. Já no coração das Penhas Douradas, o fragão do Corvo é talvez um dos miradouros mais espetaculares da Estrela.
  • Do Covão D’Ametade à Nave de Santo António
    O Covão D’Ametade é um ícone da Serra e um bom local para seguirmos vários trilhos que nos levam aos locais mais esplendorosos da Estrela. Daqui, a pé, subimos pela estrada nacional, em direcção à Torre. A paisagem à esquerda é magnífica, avista-se o vale glaciar do Zêzere em toda a sua imponência e esplendor. Não precisamos andar muito e do lado direito chegamos à fonte da Jonja. Daqui, seguindo pelo mato chegamos à Nave de Santo António um magnífico planalto onde, podemos ver grandes (que outrora ainda maiores) rebanhos de cabras e ovelhas que no verão vêm das terras mais baixas.

Veja também

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.