com o apoio MEO
Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui
 

Dia 1

Para descansar
  • Parque Natural da Serra da Arrábida
    O Parque Natural da Serra da Arrábida compreende algumas das mais belas praias de Portugal. A Serra da Arrábida abraça com o seu verde praias de águas azuis transparentes com areia branca, compondo um cenário paradisíaco. Protegidas pela serra, de águas tranquilas, são populares entre os habitantes de Setúbal e Lisboa e por todos os apreciadores do mergulho, que aqui têm excelentes condições para o praticar. A natureza juntou terra e mar e, neste encontro, surgem praias secretas que só se mostram quando o mar deixa, algumas só vistas a partir desse mesmo mar. O Portinho da Arrábida, uma baía com uma pequena ilha, a Anicha, que forma um porto natural abrigado pela serra é, juntamente com a Praia da Figueirinha, uma das mais populares da região e a Praia do Creiro, uma das maiores praias e com maior extensão costeira. Existem também Galapos, a Praia dos Coelhos e Galapinhos.
 

Dia 2

Para descansar
  • Porto Covo
    Porto Covo continua a ser a povoação encantadora de pescadores, com pequenas casas brancas, que foi reconstruída pelo Marquês de Pombal após o terramoto de 1755. As várias praias escarpadas e recônditas que se encontram ao longo da costa, durante o verão enchem-se de veraneantes que aqui encontram calma e a tranquilidade para recuperar energias. A cerca de 250 metros ao largo de Porto Covo, avista-se a Ilha do Pessegueiro, inspiradora de poemas e canções. Aqui encontraram-se vestígios de ocupação cartaginesa e romana, nomeadamente tanques de salga de peixe, e a tradição e a lenda contam-nos que foi também um refúgio de piratas ao longo dos séculos.
  • Praia do Malhão
    Integrada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, em área de paisagem protegida, a Praia do Malhão é tão grande que é sempre possível encontrar espaços desertos, apesar de ser muito procurada pelos veraneantes e por surfistas atraídos pelas ondas deste mar bravio. Neste areal enorme genericamente designado por Praia do Malhão, coexistem diversas praias menores, diferenciadas pelos acessos, as Praias da Cruz, do Saltinho, dos Nascedios e das Galés. A sul da praia tem início um trilho pedestre pelo litoral da Costa Vicentina que termina em Vila Nova de Mil Fontes. O nudismo é permitido na zona norte da praia.
  • Vila Nova de Mil Fontes
    A soalheira Vila Nova de Milfontes é uma preciosidade alentejana atravessada pelo rio Mira. É acolhedora, tem iguarias de comer e chorar por mais e bares muito animados. Tem praias de mar e de rio, com grandes e pequenos areais. As águas do rio Mira são transparentes e calmas, ideais para passeios de caiaque ou de Stand Up Paddle. Do lado do mar as praias são fantásticas para surf. Não faltam os trilhos para andar a pé, de BTT, de moto4 ou a cavalo. Na avenida marginal, no centro histórico, resiste o Forte de São Clemente concluído no século XVII com a função de intimidar piratas e corsários. Domina a paisagem e é um excelente miradouro para desfrutar da vista privilegiada. A Igreja Matriz e o Farol do Cabo Sardão, construído no início do século XX, merecem também uma visita.
 

Dia 3

Para descansar
  • Serra de Monchique
    Monchique brilha com o esplendor dos seus múltiplos tons verdes e a frescura das suas fontes e ribeiras. A Fóia e a Picota são os pontos mais altos do Algarve e constituem locais ideais para o visitante apreciar um dos mais belos cenários da região. As termas existentes desde o tempo da ocupação romana constituem um ponto de partida para a descoberta deste local mágico e de uma montanha que também apelidam de sagrada. As “Veredas de Monchique” alimentam cenários de beleza indescritível.
  • Parque Natural da Ria Formosa
    O Parque Natural da Ria Formosa é formado por um sistema de lagoas em permanente mutação, ao sabor do movimento dos ventos, das correntes e das marés. Zona húmida de importância internacional, a Ria Formosa é um labirinto de canais, ilhas, sapais e bancos de areia, que se estende ao longo de 60 kms do litoral algarvio, entre as Praias do Garrão e da Manta Rota. Para quem gosta de sol e mar, as ilhas da Ria Formosa são verdadeiros paraísos. As Ilha de Faro, da Barreta, da Culatra, da Armona e de Tavira, com extensos areais dourados e pouco frequentados, são uma preciosidade. Não deixe de visitar Cacela Velha, vila com um património histórico notável; suba à fortaleza, e olhe em volta para o Parque Natural da Ria Formosa em todo o seu esplendor.

Veja também

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.