• Margão e Pangim: à descoberta de uma outra Goa
    Margão e Pangim: à descoberta de uma outra Goa
    Margão é uma das mais antigas e a segunda maior cidade do estado de Goa. Agitação seria a nossa palavra para dizer Margão. Em Pangim, ainda que fosse apenas pelo terminal dos autocarros e pela subcidade que ali se cria, dia após dia, a viagem valeria
  • As igrejas portuguesas em Goa que merecem uma visita
    As igrejas portuguesas em Goa que merecem uma visita
    Pela Goa Velha, entrar nas Igrejas é quase entrar num domingo de manhã numa igreja cheia em qualquer lugar de Portugal. Venha conhecer a Basílica do Bom Jesus, uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo e a Igreja de São Francisco de Assis
  • Um bairro que é Portugal em Goa
    Um bairro que é Portugal em Goa
    O bairro das Fontainhas, situado na zona oriental de Pangim, entre o morro do Altinho, o bairro de São Tomé e a Ribeira de Ourém, é o mais lusitano de todos os bairros de Goa. Aqui cheira a Portugal, aqui os ouvidos enchem-se com os acordes da guitar
  • Já andaram de autocarro na Índia?
    Já andaram de autocarro na Índia?
    A nossa primeira escolha de transporte são os transportes públicos locais. Viajamos com e como os locais e, na maioria das vezes, não nos cruzamos com nenhum outro estrangeiro. Vamos, de olhos postos em nós, como nesta primeira viagem de autocarro em
  • A nossa portuguesinha em Goa
    A nossa portuguesinha em Goa
    Chegámos à Índia e é por Goa que as portas deste país se nos abrem. E é como se, por momentos, entrássemos em casa, após tantos meses de viagem.
  • Kuala Lumpur – a grande metrópole do sudeste asiático
    Kuala Lumpur – a grande metrópole do sudeste asiático
    Kuala Lumpur, capital e a maior cidade da Malásia, outrora aldeia de minas de estanho. É hoje uma das metrópoles mais importantes do sudeste asiático. Num primeiro olhar quase pensaríamos ter saído da Ásia. A paisagem, feita de ousados arranha-céus,
  • Nos passos dos povos indígenas do Bornéu
    Nos passos dos povos indígenas do Bornéu
    Entrámos nas chamadas Longhouses (Rumah panjang, em Malaio): casas longas, como o nome indica, para nelas todos caberem e, em alguns casos, cabia uma comunidade inteira. Venha conhecer duas delas através da nossa fotogaleria: a Sarawak Cultural Villa
  • Kuching, a cidade dos gatos
    Kuching, a cidade dos gatos
    Chegámos a Kuching, a capital do Estado de Sarawak (Malásia Oriental), espalhando-se pelas margens do rio Sarawak, a noroeste da ilha do Bornéu. Kuching significa gato, em malaio. Tem ar de cidade mas na ausência da pressa dos grandes centros cosmopo
  • Morámos um mês na selva do Bornéu
    Morámos um mês na selva do Bornéu
    KuraKura Homestay, fica a sul de Kuching, nas colinas da ilha do Bornéu e perto do cume da montanha que faz fronteira com a Indonésia. Foi nesta casa e quinta orgânica, escondida nas colinas ao longo do rio Sarawak, que tivemos a nossa primeira exper
  • Trabalho em troca de alojamento na selva do Bornéu
    Trabalho em troca de alojamento na selva do Bornéu
    Trabalhar em viagem, trabalhar em troca de alojamento pode ser uma experiência enriquecedora. Em família, vivemos e trabalhamos durante um mês numa 'homestay' na selva do Bornéu. Esfregámos paredes; limpámos e passámos uma cera protectora no soalho d
  • O maior templo budista do Sudeste Asiático
    O maior templo budista do Sudeste Asiático
    Kek Lok Si Temple é o maior templo budista no Sudeste Asiático e fica na Malásia. No seu ponto mais alto, está a Deusa da Misericórdia, Kuan Yin. Percorra a nossa fotogaleria e viaje até lá.
  • Perdidos na selva do Bornéu
    Perdidos na selva do Bornéu
    Perguntam-nos, com alguma frequência, qual a história mais louca, mais curiosa e, acrescentaríamos, mais imprevisível e aventureira desta longa viagem. Até agora é esta que partilhamos aqui, convosco: a nossa chegada ao Bornéu.
  • Georgetown: a cidade mais 'cool' da Malásia
    Georgetown: a cidade mais 'cool' da Malásia
    Da 'street art', iniciada na Armenian street com o famoso ‘kids on bicycle’ pintado por Ernest Zacharevic, passando pela riqueza e diversidade: arquitectural e cultural. Sem esquecer de que se trata da capital gastronómica da Malásia, numa espécie d
  • Desconectados das tecnologias - ligados à terra
    Desconectados das tecnologias - ligados à terra
    Pousamos os relógios, desligamos os telemóveis, a tv, apesar de fisicamente presente, nem à corrente foi ligada. Foi tempo de guardar as vacas, pastar as ovelhas, apanhar limões e dar mergulhos, com direito a pirolitos. Foi tempo nu de horas, minutos
  • O triângulo que une três países
    O triângulo que une três países
    Alguém escolheu este lugar, bem a norte da Tailândia, para brincar aos deuses: construíram-se templos que depois se abandonaram; desenharam-se arco-íris nas fachadas das casas e deu-se a forma triangular a um pedaço de terra, fazendo-o ficar refém de

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.