com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais
 

Dia 1

Os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. São 8 km de percurso, rodeado de belezas naturais.
Para descansar
  • Passadiços do Paiva

    O percurso estende-se entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, encontrando-se, entre as duas, a praia do Vau. Uma viagem pela biologia, geologia e arqueologia que ficará, com certeza, no coração, na alma e na mente de qualquer apaixonado pela natureza.

    Desfrute de uma natureza em estado puro. Refresque-se nas águas límpidas do Rio Paiva. Observe a biodiversidade do local, com espécies em vias de extinção na Europa.

    Leve calçado confortável, proteção solar, água e snacks. Se for no verão, aproveite para fazer paragens nas praias fluviais.

    Como fazer o percurso:

    Se vier de Arouca, o melhor é começar o percurso pelo Areinho e percorrer os 8 km até Espiunca.

    Quando chegar ao fim, se não quiser fazer o percurso de volta, pode voltar de táxi até Areinho ou, se for com mais de um carro, pode deixar um estacionado em Areinho e outro em Espiunca.

    Pontos de Interesse durante o percurso:

    • Praia Fluvial do Areinho
    • Garganta do Paiva
    • Cascata das Aguieiras
    • Ponte Suspensa
    • Praia Fluvial do Vau
    • Gola do Salto
    • Falha de Espiunca
    • Praia Fluvial de Espiunca
 

Dia 2

A Serra da Freita tem um conjunto de atrações que a fazem um dos destinos mais multifacetados e interessantes de Portugal.
Para descansar
  • Serra da Freita

    Sendo acessível por estrada pelas Vilas de Arouca ou Vale de Cambra, ou ainda de São Pedro do Sul, e integrando parte do Geoparque de Arouca, com sítios de interesse geológico e percursos pedestres marcados, a região atrai cada vez mais visitantes que se deixam encantar pela paisagem, pela cultura, e pela gastronomia.

    Igualmente enquadrados em percursos pedestres, encontram-se os fenómenos geológicos das Pedras Parideiras e das Pedras Broas, que atraem os estudiosos mas também os curiosos.

    Mas é a cultura rural, o modo de vida serrana, que enriquece o património da região, convidando-nos a conhecer as suas aldeias esquecidas, como Drave, num itinerário que parte da aldeia de Regoufe e nos permite testemunhar o modo de vida típico das terras altas do norte de Portugal.

    O que fazer:

    Rota dos geossítios, percursos pedestres, visita a aldeias, visita a monumentos.

    Principais Pontos de Interesse:

    • Detrelo da Malhada (miradouro)
    • São Pedro Velho (miradouro)
    • Centro de Interpretação das Pedras Parideiras
    • Cascata da Mizarela
    • Aldeia de Drave (veja mais aqui)
    • Aldeia da Paradinha
    • Aldeia de Meitriz
    • Praia fluvial de Albergaria da Serra

    - Encontre aqui mais dicas para explorar a Serra da Freita

Veja também

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.