A geografia e geologia da Islândia conjugam-se para criar um território sem igual, onde o poder da actividade vulcânica vive lado a lado com a magnificência dos mantos de gelo que cobrem grande parte da superfície do país. Fogo e gelo combatem-se e criam uma paisagem que o vai arrebatar.

E que melhor maneira de desfrutar da beleza criada por estes elementos antagónicos, senão experimentar o terreno e lançar-se à aventura. A Islândia tem à sua espera um conjunto diversificado de actividades fabulosas, que podem ser feitas individualmente, a dois, ou em família, e que o marcarão para sempre. Aqui ficam as nossas sugestões para experiências fantásticas na Islândia, no frio da água glaciar e do gelo milenar.

1. Nade entre duas placas tectónicas

Islândia: Nadar entre duas placas tectónicas? Sim, é possível
Islândia: Nadar entre duas placas tectónicas? Sim, é possível
Ver artigo
A Islândia situa-se entre as placas tectónicas europeia e americana, sendo não só possível observar esse fenómeno em vários locais da Islândia, mas também nadar entre as placas tectónicas, quase ao alcance de ambas as mãos! Situada no parque nacional de Thingvellir, a chamada Silfra é uma fenda de contacto entre as duas placas tectónicas e está cheia de água pura e cristalina que chega até aqui vinda dos glaciares, atravessando rochas que actuam como filtros naturais. A visibilidade da água atinge dezenas de metros e, apesar da temperatura perto dos 0 0C, fazer ali snorkel ou mergulho (com fato térmico, claro!) é uma experiência memorável.

Islândia
DCIM\134GOPRO créditos: Viajar entre Viagens

2. Caminhe sobre um glaciar

Perseguir glaciares é quase a nossa missão de vida
Perseguir glaciares é quase a nossa missão de vida
Ver artigo
A Islândia é um país com uma grande área coberta por mantos de gelo, testemunhos da última era glaciar. O maior manto de gelo fora dos pólos é Vatnajokull, com cerca de 8100 km2, e um quilómetro de gelo de espessura. A partir dele, vários glaciares descem ao sabor do declive do terreno escondido por baixo do gelo, sendo alguns deles facilmente acessíveis e constituindo uma oportunidade fantástica de explorar a pé estes gigantes de gelo. Nós explorámos o glaciar Skaftafellsjokull, com a ajuda de uma agência de aventura local, e sentimos o que é pisar gelo com milhares de anos de idade. Simplesmente inesquecível.

Islândia
créditos: Viajar entre Viagens

3. Acampe junto a uma praia com icebergues na areia

O mundo dos gelos polares
O mundo dos gelos polares
Ver artigo
Outra das paisagens magníficas moldadas pelo gelo são as lagoas glaciares, que se formam na extremidade dos glaciares que descem dos mantos de gelo. Alimentadas pelo degelo natural dos glaciares, são também povoadas de pequenos e grandes icebergues, que partem e se separam do glaciar. Na baía de Jokulsarlon, tem-se acesso a uma paisagem de outro mundo, sendo que os icebergues flutuam até ao mar, ficando alguns encalhados na margem de uma praia de areia vulcânica. Dormimos numa tenda junto a essa praia e foi, apesar do frio, uma noite memorável.

Islândia
créditos: Viajar entre Viagens

4. Esteja ao lado da maior queda de água da Europa

As mais belas quedas de água da Islândia
As mais belas quedas de água da Islândia
Ver artigo
 A água que resulta da fusão do gelo superficial dos mantos de gelo é a principal fonte dos rios e lagos da Islândia. A actividade tectónica levou à existência de inúmeros locais em que se verificam condições favoráveis à formação de quedas de água, devido ao desnível do terreno. A maior, e mais impressionante delas, é a queda de água de Dettifoss, com o maior caudal da Europa, algo difícil de transmitir por palavras. Aproxime-se a alguns metros desta queda de água e sinta o poder estrondoso da Natureza. Pode ver as melhores quedas de água da Islândia aqui.

Islândia
créditos: Viajar entre Viagens

5. Observe baleias no seu habitat natural

Fomos procurar auroras boreais à Noruega e encontrámo-las
Fomos procurar auroras boreais à Noruega e encontrámo-las
Ver artigo
A Islândia é dos tem alguns dos melhores locais de observação de baleias no mundo. As águas frias e ricas em plâncton atraem várias espécies destes gigantes dos oceanos, que ali permanecem entre Abril e Outubro. Nós acabámos por experimentar a observação de baleias, não em um, nem dois, mas em três locais da Islândia! Reykjavik, Husavik, e Darvik, foram as cidades escolhidas, e, principalmente as duas últimas, confirmaram a sua reputação.

Islândia
créditos: Viajar entre Viagens

6. Explore as formações de gelo no interior de uma gruta de lava

Experiências incríveis no magnífico reino do fogo da Islândia
Experiências incríveis no magnífico reino do fogo da Islândia
Ver artigo
A intensa actividade vulcânica no passado da Islândia criou um dos cenários naturais mais curiosos que já visitamos: as grutas de lava. Estas são criadas pelo fluxo de lava quente pelo meio de lava mais antiga, já solidificada, criando uma gruta após o fim do fluxo e arrefecimento da rocha. É possível visitar e explorar a pé várias destas grutas, contratando os serviços de agências locais. Nós visitámos a gruta de Lofthellir, umas das mais conhecidas e espectaculares da Islândia, onde pudemos admirar, inclusive, formações (recentes) de gelo no seu interior, o resultado de mais o combate eterno na Islândia entre gelo e fogo.

Islândia
créditos: Viajar entre Viagens

Se pretende dicas para viajar na Islândia espreite este artigo. Se gosta dos nossos artigos siga-nos no Facebook ou no Instagram.