O facto de a Islândia se encontrar num ponto de contacto entre as placas tectónicas da Europa e América alimenta esta manifestação maravilhosa do poder da natureza. Assim, mesmo por baixo dos mantos de gelo que cobrem a superfície de grande parte da Islândia, a actividade vulcânica nunca dorme.

Vulcões actualmente activos, e paisagens marcadas por erupções passadas, permitem explorar esta força da natureza, num conjunto de actividades fabulosas, que podem ser feitas individualmente, a dois, ou em família, e que o marcarão para sempre. Aqui ficam as nossas experiências fantásticas na Islândia, no calor do interior da terra e no fogo dos vulcões.

1. Passeie numa cratera vulcânica

A Islândia é um dos países do mundo com maior actividade vulcânica, resultante da sua localização entre placas tectónicas. Tem dezenas de vulcões activos, resultando numa paisagem única que pode ser visitada e explorada. Na zona de Myvatn, é possível observar e explorar a evidência mais marcante na paisagem da natureza violenta do vulcanismo: as crateras vulcânicas. Nós subimos à cratera vulcânica de Hverfell, e ficámos deslumbrados com a sua beleza. Pode ver mais aqui.

Islândia
Islândia créditos: Viajar entre Viagens

2. Caminhe entre fumarolas, terra a escaldar e lama borbulhante

Islândia: Nadar entre duas placas tectónicas? Sim, é possível
Islândia: Nadar entre duas placas tectónicas? Sim, é possível
Ver artigo
Na região de Krafla, em Leirhnjúkur e em Hverir, é possível caminhar em cima de terra fumegante, sentir o cheiro dos gases libertados no borbulhar da água quente que chega à superfície, admirar antigas crateras vulcânicas, agora preenchidas por lagos, observar a palete de cores acastanhadas e amareladas do terreno, resultantes de reacções químicas e deposição de materiais, e ainda sentir o calor perto de caldeirões de lama borbulhante. Tudo num espaço que constitui uma das paisagens mais espetaculares da Islândia (não perca as nossa fotografias aqui).

Islândia
Islândia créditos: Viajar entre Viagens

3. Percorra um campo de lava

Um dos testemunhos mais deslumbrantes de erupções passadas na Islândia são os campos de lava, imensas áreas cobertas de lava solidificada. No Parque Nacional de Snaefellsjokull, na península de Snaeffelsnes, é possível caminhar num dos mais espectaculares campos de lava da Islândia. Esta zona é tão enigmática e desconcertante que Júlio Verne transformou-a no ponto de entrada nas entranhas da Terra, pelas personagens do livro “Viagem ao Centro da Terra”.

Islândia
Islândia créditos: Viajar entre Viagens

4. Deslumbre-se com a paisagem de pseudo-crateras vulcânicas

As mais belas quedas de água da Islândia
As mais belas quedas de água da Islândia
Ver artigo
Nas margens do lago Myvatn, a paisagem está literalmente pontilhada por dezenas de crateras que, ao olhar mais desatento, parecem crateras vulcânicas. Na realidade, são um fenómeno muito curioso, resultante da passagem de lava que cria explosões de gás no subsolo, que por sua vez criam estas crateras. Não são verdadeiramente crateras vulcânicas, e daí a sua designação, mas constituem uma paisagem fabulosa. Pode subir a uma delas e desfrutar de uma vista magnífica sobre o lago e redondezas.

Islândia
Islândia créditos: Viajar entre Viagens

5. Explore um tubo de lava

Na região de Videlmir, encontra-se um dos fenómenos naturais mais curiosos criados pela actividade vulcânica, os fluxos de lava. Criados pela passagem de lava, esta solidifica das mais variadas formas, com consistências e cores diferentes. Nós visitámos os fluxos de Hallmundarhraun, dos maiores da Islândia, os quais explorámos graças à ajuda de quem lá vive e conhece o terreno como ninguém. Visitar o interior da terra e experimentar o negro e silêncio absoluto foi uma experiência inesquecível.

Islândia
Islândia créditos: Viajar entre Viagens

6. Molhe os pés numa gruta de águas termais

Petra e os encantos de uma cidade perdida
Petra e os encantos de uma cidade perdida
Ver artigo
A actividade vulcânica da Islândia é também aproveitada para efeitos de lazer e conforto. A imensa energia geotérmica, vinda do interior da Terra, pode ser convertida em energia eléctrica, ou ainda para fornecimento de água quente, ou aquecimento de água nas habitações. Uma das mais belas manifestações desta energia são as grutas de águas termais, locais onde a água quente surge perto da superfície. Nós visitámos a deslumbrante gruta de Grjótagjá, outrora um local de banhos, mas que a actividade vulcânica dos anos 80, elevando a temperatura da água, tornou impossível. Pelo contrário, a beleza, encanto e serenidade desta gruta só ficaram a ganhar.

Islândia
Islândia créditos: Viajar entre Viagens

7. Tome um duche quente salpicado por um géiser

Na região de Geysir, a terra que deu nome aos géiseres, pode-se admirar uma série de géiseres que expulsam água quente a vários metros de altura, outrora mais intensos, mas hoje ainda suficiente impressionantes para atrair multidões de turistas que esperam ansiosamente esta demonstração de poder da natureza. Estas erupções de água quente a intervalos regulares constituem um magnífico espectáculo natural que se pode presenciar na Islândia.

Islândia
Islândia créditos: Viajar entre Viagens

Se está a preparar uma viagem à Islândia e precisa de dicas veja este nosso artigo e inspire-se nas fotografias que acompanham o artigo.