com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais
 

Dia 1

No primeiro dia explore o centro histórico. Está recheado de atrações, mas é compacto e fácil de fazer a pé.
Para descansar
  • Sé Catedral do Porto
    Comece por visitar a Sé Catedral do Porto, um dos edifícios religiosos mais importantes da Invicta. A catedral está situada no bairro de Batalha, ao lado das muralhas que, no passado, protegeram a cidade. Siga depois para a Avenida dos Aliados, o coração do Porto, e aprecie os seus bonitos edifícios modernistas do início do século XX. Continue a caminhar até à Igreja dos Clérigos e suba os mais de 200 degraus da sua torre, para uma vista fenomenal do centro histórico e do rio Douro. Siga para a livraria neogótica Lello — tantas vezes eleita uma das mais belas do mundo. A livraria fica na Rua das Carmelitas e o preço da entrada pode ser deduzido na compra de um livro.
  • Praça da Liberdade
    Caminhe agora na direção contrária, até chegar à Praça da Liberdade. Esta é uma das praça mais importantes da Invicta e conecta o Porto antigo ao moderno. Passe pela Igreja de Santo António dos Congregados e, a poucos passos dali, visite a Igreja de Santo Ildefonso, mais uma preciosidade arquitetónica da cidade. A sua fachada exibe um conjunto maravilhoso de azulejos e o desenho do seu retábulo é da autoria do artista, decorador e arquiteto Nicolau Nasoni, o italiano que transformou o Porto numa cidade barroca. Não muito longe dali, encontra o Majestic, um belo café Art Nouveau. Aproveite para descansar um pouco enquanto prova as rabanadas, uma das especialidades da casa. Elas são envoltas num suave creme de ovos e frutos secos. São absolutamente deliciosas!
  • Mercado do Bolhão
    Já refeito do cansaço e com a barriga cheia siga pela Rua Sá da Bandeira até ao Mercado do Bolhão. É um espaço icónico do Porto e um bom sítio para comprar produtos típicos, iguarias e recordações da cidade. Na esquina da Rua de Fernandes Tomás e da Rua de Santa Catarina (bem perto do Mercado do Bolhão) encontra a Capela das Almas ou Capela de Santa Catarina, que também merece atenção. Os azulejos da sua fachada, representam a morte de São Francisco de Assis e o martírio de Santa Catarina e são magníficos. Visite os Jardins do Palácio de Cristal; Passe pela Antiga Cadeia da Relação do Porto (onde estiveram presos Camilo Castelo Branco e a sua amada Ana Plácido); Continue até à Casa de Almeida Garrett e passe pelo Palácio da Bolsa. Pare na igreja barroca de São Francisco para uma visita. Vale bem a pena!
  • Cais da Ribeira
    Siga para o Cais da Ribeira. Escolha uma esplanada para almoçar e aproveite as vistas. Observe o casario colorido, o rio Douro e os barcos rabelos que eram usados para transportar as pipas de vinho do Porto do Alto Douro até Vila Nova de Gaia e maravilhe-se com a Ponte Dom Luís I. Na parte da tarde atravesse o rio até Vila Nova de Gaia e visite as caves do vinho do Porto. Escolha uma delas ou várias (Taylor, Graham, Sandeman…) e faça visitas guiadas com degustação. Termine o dia com um jantar no The Yeatman. A comida é deliciosa, o serviço impecável e a vista imbatível!
 

Dia 2

Fuja da agitação da cidade e reserve o segundo dia para fazer um cruzeiro no rio. Desfrute da paz e da tranquilidade do Vale do Douro e descubra a beleza das vinhas históricas da região norte de Portugal.
Para descansar
  • Cruzeiro no Douro
    Para não ter preocupações marque com antecedência um cruzeiro com saída da Régua que inclua almoço a bordo. Apanhe o comboio para a Régua na Estação de São Bento, bem cedo pela manhã e não deixe de admirar os bonitos azulejos do interior da estação antes de partir. Embarque no cais da Régua e deixe-se cativar pela beleza da paisagem. Admire as vinhas do Vale do Douro e a extraordinária natureza local. Algumas excursões que fazem os cruzeiros no Douro incluem outras atrações como um transfer da Régua até Pinhão para um passeio de barco rabelo; Paragens em quintas para provas de vinho e visitas ao Museu do Pão e do Vinho, por isso antes de escolher, veja bem todas as opções disponíveis.
 

Dia 3

Passe a manhã do terceiro dia a conhecer a Casa da Música e a Fundação Serralves e depois passe a tarde a relaxar na praia.
Para descansar
  • Casa da Música
    Se estiver hospedado no centro histórico, apanhe o metro e saia na estação "Casa da Música". Aprecie as linhas modernas do primeiro edifício construído em Portugal exclusivamente dedicado à Música e depois siga pela Avenida da Boavista, virando à esquerda na Avenida Marechal Gomes da Costa, até chegar à Fundação Serralves, um dos melhores museus de arte contemporânea da Europa. Visite as exposições do Museu, o Parque de Serralves, a Casa de Serralves e a Casa do Cinema Manoel de Oliveira. Para estar mais perto da natureza faça um treetop walk pelos passadiços de madeira. Vai poder andar bem próximo das copas das árvores!
  • Relaxe na praia
    Se o tempo estiver bom, guarde a tarde para relaxar na praia. Escolha a praia de Matosinhos ou a praia do Molhe ou se preferir mais atividade, caminhe ao longo do paredão, de onde pode admirar as praias da cidade e o estuário do rio. Se quiser ir um pouco mais longe, apanhe o comboio até Miramar e visite a fantástica praia do Senhor da Pedra, eleita a 10ª praia mais bonita da Europa pela organização “European Best Destinations”.
 

Dia 4

Alugue um carro e dedique o quarto dia à exploração de duas bonitas cidades próximas do Porto: Amarante e Lamego.
Para descansar
  • Amarante
    Amarante é uma vila sossegada rodeada de paisagens naturais espetaculares proporcionadas pela majestosa Serra do Marão e pelo rio Tâmega, um dos mais importantes afluentes do Douro. O seu principal destaque é a ponte medieval, mas a cidade tem mais pontos de interesse, como a igreja de São Gonçalo e o Museu Amadeo de Souza-Cardoso. É imprescindível também dar um passeio pela Serra do Marão para contemplar a maravilhosa paisagem. Pode incluir no seu passeio uma visita à Aldeia de Travanca do Monte. Acessível pela estrada que conduz a Peso da Régua. É um local extremamente pitoresco e com uma vista magnífica. Em dias limpos, é possível ver daqui as serras do Marão, do Gerês e da Cabreira. Na aldeia destaca-se a Casa da Levada e os seus dois enormes espigueiros em granito, usados para secar o milho. Almoce em Amarante antes de partir para Lamego e não deixe de provar os seus famosos doces como as Brisas do Tâmega ou os bolos de S. Gonçalo.
  • Lamego
    Durante a tarde explore Lamego, uma cidade muito antiga que data já dos tempos romanos. Foi reconquistada aos Mouros em 1057 e foi neste local que, supostamente, decorreram as Cortes que aclamaram D. Afonso Henriques como Rei de Portugal. A principal atração de Lamego é a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios. Para aceder à igreja é preciso subir uma escadaria barroca muito íngreme, mas o esforço compensa. A cidade é também famosa por ser o berço do espumante, por isso não deixe de visitar as Caves da Murganheira. Antes de voltar para o Porto, pare na Pastelaria da Sé para descansar e comer uma das melhores bôlas de Portugal. De massa fininha, as bôlas mais carismáticas são: as "da casa", com presunto e fiambre; as de sardinha, as de bacalhau e as de carne em vinha d´alhos. Depois há ainda a de presunto e salpicão, a de queijo e fiambre, a de frango e a vegetariana.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.