com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais
 

Dia 1

O Parque Natural da Serra de São Mamede é uma região enorme pelo que decidimos dedicar o primeiro dia a conhecer a região sul da serra, ou seja, abaixo da cidade de Portalegre. E é neste primeiro contacto com a serra que podemos encontrar as mais formosas cascatas.
Para descansar
  • Alegrete
    Iniciámos o nosso fim-de-semana pela histórica aldeia de Alegrete, uma aldeia tradicional alentejana com os seus casarios brancos e faixa colorida. No seio da sua pacatez ergue-se o majestoso Castelo de Alegrete, principal cartão de visita da aldeia, onde é possível observar uma vista soberba sobre as planícies alentejanas, sobre a própria aldeia e sobre a serra. Não deixe de caminhar pelas ruas carismáticas de Alegrete e dê especial atenção à Igreja Matriz e às Capelas de São Pedro e Misericórdia.
  • Cascata Pego do Inferno
  • Cascata da Cabroeira
    Seguindo a busca pelas mais belas cascatas da serra, encontramos a Cascata da Cabroeira, entre a aldeia de Alegrete e Rabaça. Uma cascata formada pela água da ribeira da Rabaça que forma várias piscinas naturais até cair vertiginosamente do alto de um penhasco. Para a encontrar é necessária uma caminhada de cerca de 20 minutos num trajeto um pouco acidentado.
  • Cascata de São Julião
    A Cascata de São Julião é a última cascata que tivemos oportunidade de conhecer. Fica localizada nas imediações da localidade de Monte Sete e é possivelmente a cascata mais selvagem de todas elas. A cascata fica escondida num vale acidentado e está completamente rodeada da mais bela vegetação. A formação rochosa peculiar origina a criação de pequenas lagoas onde é possível ir a banhos. É, sem dúvida, a cascata mais fotogénica da Serra de São Mamede.
  • Portalegre
    A cidade capital de distrito, Portalegre, é o grande centro metropolitano de toda a região. Embora seja a principal cidade da região, onde estão inseridos os principais serviços, Portalegre continua assim a ser uma cidade bem tranquila. Percorra o centro histórico da cidade e conheça o Castelo de Portalegre, Catedral de Portalegre, Casa-Museu José Régio, Museu Municipal, Museu Robinson e a Igreja de Santiago.
 

Dia 2

O Parque Natural da Serra de São Mamede é uma região tão diversificada que conseguimos, num espaço curto de quilómetros, dar especial atenção tanto à natureza e biodiversidade como ao património histórico e cultural. Neste segundo dia decidimos conhecer as principais vilas históricas da região.
Para descansar
  • Ammaia
    Os fãs de história certamente irão delirar com as ruínas de Ammaia, uma das maiores cidades do Império Romano. Localizada na freguesia de São Salvador da Aramenha está aquele que é considerado por muitos um dos maiores tesouros arqueológicos de Portugal. Conhecer a Ammaia, inclui a visita às ruínas e ao museu pelo preço de três euros.
  • Marvão
    A estrela maior da região e, possivelmente a vila mais conhecida de toda a Serra de São Mamede, Marvão é uma localidade realmente incrível. Protegida pelas suas longas muralhas, é no seu interior que estão guardadas algumas das mais curiosas histórias bélicas de Portugal. Percorra as suas ruelas estreitas e aprecie as tradicionais casas brancas alentejanas enquanto surgem aqui e acolá maravilhosos apontamentos arquitetónicos. O ponto alto da visita é, literalmente, o Castelo de Marvão onde no cimo das suas torres irá encontrar as mais maravilhosas paisagens de toda a região. Foi em Marvão que vimos um dos melhores pores de sol da nossa vida!
  • Castelo de Vide
    Siga até Castelo de Vide através da Alameda dos Freixos, na EN246-1, onde irá encontrar um túnel de freixos que torna esta estrada uma das mais bonitas do nosso país e um dos sítios mais fotogénicos também. A vila medieval de Castelo de Vide, rodeada por uma muralha com extensão de 2km, é uma vila charmosa tipicamente alentejana. A melhor forma de a conhecer é iniciar um pequeno percurso pela Praça D. Pedro V onde estão localizadas duas construções emblemáticas, os Paços do Conselho e a Igreja Matriz Santa Maria da Devesa. Ao seguir pelas estreitas ruelas da cidade em direção ao Castelo Medieval irá passar pela Fonte da Vila e pela Antiga Sinagoga. Quando chegar ao cimo da vila, ao seu castelo, irá poder usufruir de uma vista fantástica sobre a vila e sobre a Serra de São Mamede.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.