Tem o sonho de realizar uma grande viagem? Sempre que viaja fica o bichinho que o faz querer viajar mais? É daqueles que suspira em frente ao computador sempre que encontra o testemunhos de viagens? Então pode ter chegado a sua hora. Mas se precisa de um incentivo extra, deixamos-lhe não um, mas sete motivos que o podem fazer agarrar numa mala e sair à descoberta do mundo.

1. A velha história dos corações partidos


As relações acabam e começam, faz parte do ciclo natural da vida. Todos nós já passámos pelo fim de uma relação e por isso sabemos que os momentos que se seguem a este desfecho amoroso são difíceis.

Em vez de entrar em desespero por estar nessa situação, nada melhor do que quebrar com velhos hábitos e embarcar (literalmente) numa nova vida. A viagem vai ajudá-lo a deixar para trás as coisas menos importantes, vai levá-lo a conhecer novas pessoas e novas realidades e, sobretudo, vai conhecer um novo local, com tudo o que isso implica: vai divertir-se, vai desesperar, vai aprender a relativizar, mas vai ter a experiência da sua vida.

2. A crise de meia idade


Os anos passam a correr, quer queiramos, quer não. Quem nunca se debateu com o célebre pensamento "parece que foi ontem e afinal"... já se passaram anos. Como diz a fadista Mariza "o tempo não para" e com ele vêm as crises de meia idade.

Por isso nada melhor do que fazer uma análise à nossa vida enquanto contactamos com outras culturas. E uma viagem pode trazer novas amizades e pode ajudar-nos a focar naquilo que realmente interessa.

Sete razões para fazer a mala e viajar
créditos: Pixabay

3. Mudar de vida


Pegando noutra analogia musical, "muda de vida se tu não vives satisfeito, muda de vida estás sempre a tempo de mudar". Se se encaixa neste perfil, viajar é um ato libertador onde pode investir o seu tempo a repensar a sua vida.

Pode até considerar procurar um trabalho temporário num outro qualquer lugar do mundo. É uma forma de melhor colocarmos as coisas em perspectiva.

4. Tirar um ano sabático


Em Portugal não é muito comum tirar-se um ano sabático, que consiste no adiamento, por um ano, da entrada no ensino superior, depois da conclusão da escolaridade obrigatória.

Esta pausa é uma boa razão para viajar por outras culturas, obter novas perspetivas e, muitas vezes, ajudar a ganhar certezas em relação ao futuro, sobretudo em termos de formação.

Sete razões para fazer a mala e viajar
créditos: Pixabay

5. Gozar a reforma em viagem


Depois de uma vida inteira com uma rotina em que ir para o trabalho faz parte do nosso dia a dia, ficar em casa sem planos não tem de ser necessariamente mau. Por que não aproveitar a sua reforma (se puder, claro) e investir naquelas viagens que não teve oportunidade de fazer antes?

Em princípio, já não terá filhos com que se preocupar, nem horários para cumprir. Está na hora de pensar em si e investir em viagens. A experiência será, certamente, muito enriquecedora.

6. Uma boa desculpa para ajudar o próximo


Não está no espírito de todas as pessoas mas está ao alcance de todos: voluntariado. Este tipo de experiências são, sem dúvida, muito importantes a vários níveis, não valendo apenas pela viagem em si.

É uma boa oportunidade para estar em contacto com as populações locais, ao mesmo tempo que está a ajudar os outros.

7. Porque simplesmente temos vontade


Se realmente temos uma grande vontade de fazer a mala e partir à descoberta de outros locais do mundo, o que é que nos impede de o fazer? Lembre-se que, com um bom planeamento, tudo é possível.

Seja programando a viagem de um ano para o outro, seja conhecer o país vizinho, seja a aproveitar os benefícios que as companhias low-cost nos podem trazer. Não precisamos de largar tudo e fazer uma viagem de meses, uma escapadinha de alguns dias pode ser o suficiente para sermos mais felizes.

Do que está à espera?

Veja também: Dicas para comprar passagens aéreas mais baratas