A Adega Quintas de Melgaço é um projeto vínico único constituído por cerca de 530 famílias melgacenses e é um dos pontos de paragem mais importantes para quem se interessa por gastronomia e vinhos portugueses. As portas da adega estão agora abertas para provas de vinho harmonizadas e visitas à fase de produção. Durante as visitas à adega, os colaboradores proporcionam uma viagem ímpar, pelos recantos do centro de vinificação, onde desvendam muitos dos segredos dos fabulosos néctares.

Existem três diferentes experiências de enoturismo, lançadas este ano: as provas, o piquenique e uma experiência relaxante, sendo que estas duas últimas  acontecem na vinha.

Durante as provas de vinho é possível experimentar quatro vinhos e um espumante, acompanhados por queijos e enchidos da região. Esta experiência ocorre na sala de provas que acolhe também uma exposição temporária com obras de artistas da região.

Para levar os visitantes à origem do sucesso, que são as vinhas, as Quintas de Melgaço têm também disponíveis experiências de piquenique, onde os visitantes recebem uma cesta completa com duas garrafas de vinho, compota da Melgaço em Sabores e queijos  dos Prados de Melgaço, além de dois copos, saca-rolhas e, claro, a típica toalha de piquenique.

Quem não quiser estender a toalha e sentar-se no chão, pode escolher a experiência relaxante, também ela no centro das vinhas. Nesta experiência, é colocado um sofá e uma pequena mesa na vinha e os visitantes poderão usufruir de uma garrafa de Alvarinho acompanhada de queijos e compotas com o máximo conforto.

Melgaço está inserido num anfiteatro natural conferindo características únicas para a produção do vinho Alvarinho. "O nosso trabalho é não estragar o que Deus criou", explicou o enólogo Élio Barreiros. Isto porque, como Melgaço se situa numa meia encosta, acaba por receber menos sol o que leva a maturações mais equivalentes. Um hectare é preenchido por vinhas velhas - com mais de 3o anos - que dão origem ao vinho QM Vinhas Velhas, um dos mais populares da Quintas de Melgaço. A existência de castas tintas permitiram também a criação de um Rosé que surge da junção das castas Alvarinho e Sousão.

A grande maioria do vinho produzido pelas Quintas de Melgaço é Alvarinho - cerca de 90% - mas são produzidas outras castas como o caso da casta Chardonnay.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.