O jornalista Jacqui Deevoy esteve na Covilhã e fez um passeio pelas suas ruas, que relatou num artigo publicado no Daily Mail. O jornalista descreve a cidade como "cidade da neve e da lã, onde a arte é bem-vinda e celebrada em todas as ruas". O jornalista teve a oportunidade de ver a Igreja de Santa Maria Maior, "uma bela igreja de azulejos azuis e brancos, datada do século XVI".

O artigo destaca que quando um prédio é abandonado os artistas podem "pedir permissão para decorar as paredes externas". Ao longo do caminho, o jornalista cruzou-se com a "enorme coruja com pneus como olhos e peças de carros antigos a fazer de penas", uma obra de Bordallo II, que considerou "sinistra".

Bordallo II

Cruzou-se também com obras de Vhils que considerou que "é tão celebrado em Portugal como Banksy no Reino Unido".

O artigo destaca a ação criativa do festival de arte Wool Fest, que faz com que a Covilhã "se esteja a tornar o centro da arte urbana na região".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.