Conheceram-se ainda no secundário e foram mantendo contacto ao longo dos anos, até que, em 2012, Luís foi trabalhar para a Alemanha e convidou Andreia para ir ter com ele. Andreia chegou dois meses depois e começou a trabalhar em restauração, enquanto Luís trabalhava como engenheiro na área da refrigeração, numa empresa alemã. No entanto, só começaram a namorar passados vários meses, já no final de 2013.

Nos tempos livres, estando praticamente a viver no centro da Europa, aproveitavam para viajar pela Alemanha e pelos países vizinhos. Não estava nos seus planos deixarem a Alemanha tão cedo, uma vez que tinham uma vida confortável lá. Tinham um apartamento alugado, um trabalho, um carro e faziam várias pequenas viagens pela Europa, mas não se sentiam totalmente realizados. "Sentíamos a necessidade de mais e não nos víamos a trabalhar onde estávamos durante 40 anos. Queríamos viver a fazer aquilo que mais gostamos de fazer, viajar" explicam. Assim, durante uma caminhada na Áustria, surgiu a ideia e, pouco depois, deixaram a Alemanha para trás.

Fizeram um investimento de cerca de 15 mil euros na autocaravana, incluindo compra da carrinha, legalização, renovação, aluguer de armazém para trabalhar e a transformação. "A nossa transformação foi um pouco mais complexa, porque iríamos viver a full-time na carrinha e precisávamos ter o máximo conforto possível. No entanto, sem dúvida, saiu mais barato do que comprar uma autocaravana já modificada, com as mesmas características interiores".

Durante o tempo que passaram na Alemanha,  juntaram dinheiro suficiente para suportar todos os custos da carrinha e da transformação e para viverem durante mais um ano, sem receber. Atualmente, estão a construir, aos poucos, o próprio negócio com a fotografia e vídeo, que já começa a dar algum rendimento e que esperam que a longo prazo permita cobrir todas as suas despesas.

Nem sempre é fácil conciliar as viagens com o trabalho: "Às vezes está um dia bom, ou estamos num sítio fantástico para passear, e temos que procurar sítios com internet e electricidade para trabalhar" confessa o casal. Ainda assim, conseguem gravar vídeos para o YouTube e partilhar fotos no Instagram.

Estão a viajar por Portugal há dois meses e pretendem continuar a fazê-lo, pelo Europa e pelo mundo. "Queremos inspirar as pessoas a viajar mais, a conhecer esta forma de viajar e o nosso estilo de vida, que é um pouco diferente do habitual."

Podem acompanhar as suas aventuras através do Instagram, Facebook, YouTube e no site Travel Inspire.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.