O projeto Penang South Islands (PSI), do governo de Penang, na Malásia, selecionou uma proposta vencedora para levar a cabo a construção de três novas ilhas no sul do estado. Quem venceu a competição foram os escritórios BIG, Hijjas Architects e a empresa de engenharia Ramboll. Conhecido como BiodiverCity o projeto pretende criar três ilhas artificiais construídas na costa da Ilha de Penang, ligadas por uma rede de transporte autónoma.

Cada ilha tem a forma de nenúfar e podem abrigar até 18 mil residentes cada, além de possuirem praias, parques públicos, florestas, bairros culturais e centros de tecnologia. É um ambiente sem carros, onde cada ilha está ligado por redes de transporte público autónomo terrestre, aquático e aéreo, bem como ciclovias e passadiços. As ilhas serão movidas a energia renovável, enquanto os prédios, segunda a BIG, serão construídos com uma combinação de bambu, madeira da Malásia e "cimento ecológico" que usa materiais reciclados.

Ao redor dos edifícios e bairros existirá uma teia de corredores ecológicos, que variam entre 50 e 100 metros e serão usados como reservas naturais e parques para apoiar a biodiversidade.

O projeto é parte da Penang2030, uma iniciativa liderada pelo governo que se concentra em melhorar a qualidade de vida, economia e meio ambiente da Malásia através de projetos e desenvolvimento sustentável.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.