Na série Espacios Occultos, o artista espanhol José Manuel Ballester remove as pessoas das pinturas clássicas, revelando as paisagens que passam despercebidas e o espaços ocultos (daí o nome). A série mostra uma nova perspectiva sobre essas obras-primas que são quase tão bonitas sem o aspecto humano quanto com ele.

A remoção das pessoas cria um efeito diferente em cada pintura, em algumas, é possível ver os traços de uma tragédia e descobrir  objetos nos quais nunca tinha reparado, outras parecem uma obra totalmente diferente da original.

De "O Nascimento de Vénus" sem Vénus até à "A Última Ceia" onde só existe uma mesa vazia, assim são as pinturas mais famosas da história da humanidade sem pessoas.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.