O exterior do conjunto de templos de Khajuraho é famoso por ser decorado com figuras que representam cenas sexuais (mithunas). Esses templos foram declarados Património da Humanidade em 1986. Famosos pelas suas esculturas eróticas, 25 do total de 85 templos que existiam na área ainda permanecem em pé. A maioria dos templos foi construída pela dinastia Chandela entre os séculos X e XI e foram usados até ao final do século XII.

Após a queda da dinastia Chandela, a área dos templos permaneceu sob controle muçulmano até ao século XVIII. Durante esse período, os templos foram sujeitos a abuso, destruição e negligência. Com o avanço da selva, os edifícios caíram no esquecimento, até serem redescobertos em 1830. Os templos são famosos pelas esculturas eróticas e extremamente gráficas.

Embora a Índia tenha sido um país particularmente conservador nos últimos anos, nem sempre foi assim. As normas sexuais eram muito mais liberais antes do século XII, quando o sexo foi ensinado como disciplina na educação formal e o Kama Sutra, o primeiro tratado de sexo do mundo, foi escrito na Índia antiga entre o século IV aC e o século II. O  conjunto de templos de Khajuraho é, assim, o exemplo mais bem preservado e gráfico da arte erótica indiana.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.