O estúdio de arquitetura Bjarke Ingels Group (BIG) projetou, para a ONU, uma cidade flutuante capaz de resistir a desastres naturais como inundações ou furacões. A cidade flutuante conceitual é constituída por várias plataformas hexagonais atracadas ao fundo do oceano e ligadas entre si que, combinadas, poderiam abrigar até 10 mil habitantes de maneira autossustentável.

O projeto foi idealizado em parceria com a Oceanix - empresa que desenvolve formas inovadoras de construção na água, sendo que os responsáveis contaram com a colaboração do conceituado Centro de Engenharia Oceânica do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

A Oceanix City  está projetada para crescer, transformar-se e adaptar-se ao longo do tempo, com capacidade para evoluir de pequenas para grandes cidades. Poderia também ser desatada e rebocada para um local mais seguro se os padrões climatéricos a isso obrigassem.

Estudos mostram que até 2050, 90% das cidades costeiras podem desaparecer, devido ao aumento do nível das águas do mar. O objetivo deste projeto é oferecer uma alternativa caso isso venha a acontecer.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.