Os interiores parecem ser bem aconchegantes e os sofás e puffs parecem muito confortáveis, tem bar completo e quartos espaçosos dignos de um hotel de cinco estrelas. No entanto, se tiver vertigens, este avião não é o mais aconselhável. A cabine é, em grande parte, feita de vidro, incluindo parte do chão, para que possa realmente apreciar as vistas (ou para ter um ataque de pânico).

A HAV diz que o Airlander 10 pode transportar até 19 passageiros, em expedições de três dias, com serviço completo de alimentação. O layout do interior também é modular, o que significa que pode ser personalizado, dependendo da natureza da viagem.

O foco aqui não é fazer a viagem o mais rápido possível, pois só poderá atingir uma velocidade máxima muito abaixo de outras aeronaves. O objetivo desta aeronave ecológica será o que a empresa chama de "turismo de luxo expedicionário". Uma espécie de cruzeiro no céu, onde as rotas poderiam mostrar atrações como o Grand Canyon ou a Floresta Amazónica. A sua capacidade de pousar e descolar em qualquer lugar, incluindo na água, abre possibilidades além das viagens de aeroporto a aeroporto. "As viagens aéreas tornaram-se muito úteis para ir de A a B o mais rápido possível", disse Stephen McGlennan, CEO da HAV, à BBC. "O que estamos a oferecer é uma maneira de tornar a viagem uma alegria".

airlander 10

Esta é a primeira evidência de que o Airlander 10 será um avião focado no turismo. Quando foi desenvolvido, foi apresentado como uma solução para transportar carga - já que tem capacidade de até dez toneladas -, bem como para vigilância militar, devido à capacidade de permanecer no ar durante cinco dias consecutivos com tripulação ou até duas semanas quando não tripulado. É provável que outras versões da aeronave ainda se concentrem nesses casos mais práticos.

Apesar da aterragem violenta em agosto de 2016 e de um incidente em novembro de 2017, antes da descolagem, o avião completou seis voos de teste bem-sucedidos até o momento. Para ser considerado pronto para voo, precisa completar 200 horas livres de incidentes no céu.

Não há, ainda, nenhuma informação sobre quanto custaria uma viagem de três dias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.