Fuggerei tem 67 casas que exibem fachadas praticamente inalteradas há séculos, existindo também um museu, um apartamento modelo e um bunker construído durante a Segunda Guerra Mundial. Na vila vivem cerca de 15o pessoas que pagam menos de um euro por ano de renda, um valor que se mantém inalterado desde o século XVI.

Fuggerei foi fundada em 1521 por Jakob Fugger, um comerciante e banqueiro que criou complexo residencial dedicado aos mais necessitados. No entanto, deixou algumas condições registadas por escrito: para viver em Fuggerei, além de necessitado por motivos económicos, era preciso ser católico e rezar três vezes por dia.

As condições mantêm-se até aos dias de hoje, mas as orações são uma decisão individual de cada morador. Atualmente, as portas fecham às 22h e quem volta para casa depois desse horário tem de pagar uma multa de até um euro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.