Considerado um dos maiores génios da história, Leonardo da Vinci deixou inúmeras criações artísticas, mas apesar de ser um artista completo, não havia registo de nenhuma escultura criada por ele. Até agora.

Os curadores da exposição Verrocchio: Il Maestro di Leonardo, que está patente no Palazzo Strozzi, em Florença -  região onde nasceu o artista - dizem ter descoberto a única escultura de Leonardo Da Vinci existente atualmente.

Na exposição, no âmbito das comemorações dos 500 anos anos da morte de Da Vinci, que pode ser visitada até 14 de julho, a escultura de 50 centímetros, cuja autoria tinha sido atribuída a Antonio Rosselino.

A Virgem com o Menino que Ri
créditos: VICTORIA AND ALBERT MUSEUM

Os especialistas concluíram agora que a obra que pertence ao Museu Victoria & Albert, em Londres, terá sido criada por Leonardo Da Vinci, quando ele tinha 19 ou 20 anos. Segundo o especialista Francesco Caglioti, as complicadas dobras da túnica da Virgem são semelhantes àquelas que Leonardo desenhou naquele tempo e o rosto da criança tem um gesto muito realista, e muito semelhante aos estudos feitos por  Da Vinci. Além disso, a criação de Jesus a rir, poderia ser considerado blasfémia, o que vai de encontro à personalidade moderna de Da Vinci

John Pope-Hennessy, no século XX atribuiu a escultura a Rossellino sem provas substanciais, segundo explica Caglioti. A teoria de que a escultura é de Da Vinci é apoiada por Carmen C. Bambach, uma das maiores especialistas na obra do italiano.

O Museu Victoria & Albert lembra que, já em 1899, foi sugerido que Da Vinci teria sido o autor da obra, e que a hipótese de Caglioti reabre o debate.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.