Lonely Planet revelou os resultados do relatório Cost of Culture, do Post Office Travel Money que compara o preço dos bilhetes de ballet, ópera e concertos em 18 cidades, juntamente com a entrada nos principais museus, galerias de arte e atrações. O objetivo é descobrir qual local oferece mais vantagens culturais.

Budapeste, onde a entrada no Museu Nacional Húngaro custa 5,30 € e a entrada na Igreja Matthias - o principal património da cidade - custa 5,96€, foi revelada como a cidade mais barata do relatório em geral, com o preço da cultura de 79,11 euros, menos de um quinto do que nas cidades mais caras.

Praga e Varsóvia foram a segunda e a terceira cidades mais baratas, com valores de € 115 e € 118, respectivamente. Estocolmo ficou em quarto lugar, impulsionado pelo facto de que a entrada para a galeria de arte principal, Moderna Museet, é gratuita, enquanto o custo de bilhetes para espetáculos clássicos e ópera é relativamente baixo.

Londres e Dublin são as únicas cidades do relatório a oferecer entrada gratuita para os principais museus e galerias de arte. Londres, no entanto, apresenta preços elevados no que diz respeito aos bilhetes de ballet e ópera, mesmo na temporada baixa.

Percorra a galeria e descubra as 18 cidades mais baratas para escapadinhas culturais, segundo o relatório.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.