Gozo pertence ao arquipélago maltês, mas é totalmente diferente das outras ilhas que o formam (Malta e Comino): é uma ilha de tamanho médio que oferece um ambiente puramente verde e rural. A forma mais rápida de chegar é através do ferry que pode apanhar em Malta e em cerca de 20 minutos poderá desfrutar de tudo o que este pequeno paraíso tem para oferecer.

A atração natural de Gozo é tão grande que Homero inspirou-se na ilha para escrever uma passagem da obra Odisseia. A ilha é também conhecida como a "Ilha de Calipso", porque é o local onde a ninfa Calipso seduziu e manteve Ulisses aprisionado durante sete anos. Talvez o mesmo lhe aconteça, porque há muito mais para explorar em Gozo do que aquilo que possa imaginar. Embora seja aconselhável passar algumas noites na ilha, um dia é suficiente para vê-la se estiver de passagem pelo arquipélago.

História, cultura e natureza: uma combinação tentadora

Em Gozo há opções para todos os gostos. Quem adora cultura não pode deixar de visitar a capital, Victoria, que é mais conhecida pelos habitantes locais como Rabat. Destaca-se pela Cidadela, construída na época medieval e povoada pelos Cavaleiros da Ordem; a Catedral da Assunção, o Museu Natural e a Republic Street, a principal rua comercial. Uma vez que Gozo é uma ilha muito católica, não se pode esquecer de visitar algumas das suas igrejas, como a Basílica de Ta'Pinu, um importante centro de peregrinação.

Templos de Ggantija
Templos de Ggantija créditos: © viewingmalta.com

Também é imprescindível visitar os Templos de Ggantija, a construção mais antiga do mundo, datada entre 3600 e 3200 a.C. Estes monumentos megalíticos, declarados Património Mundial, foram construídos em honra da deusa da fertilidade.

Para os amantes da natureza, Gozo é a casa da Janela Azul, uma formação rochosa única que tem sido, há vários anos, o símbolo de Malta. Uma tempestade destruiu-a, mas os turistas continuam a visitar a área pela beleza natural do lugar. Outra rocha famosa, especialmente para os fãs da Guerra dos Tronos, é a Fungus Rock, onde o casamento entre Khaleesi e Khal Drogo foi filmado.

Gozo

Gozo é, também, um dos melhores destinos de mergulho no Mediterrâneo. Há muitos locais de mergulho interessantes como Dwejra, Mgarr ix-Xini, Ta'Cenc e Xlendi. As impressionantes águas de um azul profundo têm grande visibilidade e são ideais para nadar. Os pontos altos incluem a Enseada de Xlendi, uma pequena baía com uma atmosfera animada onde se pode desfrutar do clima maltês, San Blas Beach e Ramla Bay, famosa pelas suas areias vermelhas.

A ilha é, também, ideal para caminhadas que podem ser realizadas durante todo o ano graças às temperaturas quentes e à agradável brisa do mar. Há uma grande variedade de rotas, tanto costeiras como interiores, onde se pode passear a pé ou de bicicleta pelas fortalezas, igrejas, paróquias, quintas e paisagens pitorescas.

Uma ilha do país com um carácter caseiro  

O modo de vida da população é dedicado à pesca, pasto e agricultura, razão pela qual a  gastronomia da ilha é uma das suas principais atrações. Há muitos restaurantes e padarias tradicionais onde se podem provar os produtos locais. Os pratos típicos incluem  coelho estufado em vinho e guisado de polvo com esparguete. Destaca-se também o queijo e leite de cabra. 

A ilha de Gozo conseguiu preservar a sua essência rural apesar do turismo e é conhecida pelo artesanato e tecelagem de casacos de lã de ovelha, bijutaria e joias de cristal, bem  como cerâmicas decorativas. Também se podem encontrar quintas e campos por toda  a ilha, bem como um deslumbrante mercado matinal que se realiza quase todas as  manhãs em Victoria. 

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.