Estavam os dois na praia, no verão de 2008, e uma bola chutada para o lado errado foi razão suficiente para trocarem poucas palavras que passaram a muitas em poucos minutos. Este podia ser mais um guião de qualquer comédia romântica, mas foi o início da relação de Matilde e Miguel. Todos os verões, Miguel, que é da Charneca da Caparica de Almada, passava as férias em Torres Vedras, de onde é Matilde, e o romance de verão repetia-se ano após anos até que, em 2011, Matilde foi para Lisboa e oficializaram a relação que dura há mais de sete anos.

Em 2013 fizeram uma viagem pela Europa com amigos e perceberam que era exatamente isso que queriam fazer: viajar juntos. E foi isso que fizeram, aproveitando todas as oportunidades para viajar, até que em 2017 tiveram a oportunidade de viver fora de Portugal durante 6 meses - Matilde na Escócia e Miguel na Alemanha.

Para apaziguarem as saudades, encontravam-se sempre numa cidade diferente e perceberam que conhecer o mundo juntos era aquilo que queriam e iriam fazer depois de terminar a faculdade.

A ideia inicial era trabalhar fora de Portugal e mudar de país a cada dois anos, mas um anúncio no Facebook iria mudar os planos de futuro. Através de um blogger, tiveram a oportunidade de conhecer o estilo de vida de um nómada digital e perceberam que era o estilo de vida perfeito para realizarem o sonho de viajar pelo mundo.

Em novembro estavam dentro de um avião com um bilhete apenas de ida para a Índia. Agora, orgulham-se de dizer que já viajaram um pouco por todo o mundo: Miguel já visitou 25 países e Matilde 19. Isto porque Miguel fez uma viagem até à América Central com um amigo. Passaram 8 meses na Ásia, onde viveram em quatro países, numa experiência que permitiu que se envolvessem com os locais por onde passavam, permitindo conhecer costumes, tradições, religiões e “até algumas palavras em línguas estranhíssimas”.

Algumas das experiências mais incríveis que tiveram foram debaixo de água: mergulharam com tartarugas e tubarões. “A adrenalina de nadar com tubarões, às vezes maiores do que nós, é surreal e ficamos viciados.” Outra experiência inesquecível foi viver com uma família indiana numa aldeia remota na Índia que nunca tinha visto estrangeiros, onde foram vistos “quase como extraterrestres”.

Inicialmente, viajavam usando  as poupanças, mas sabiam que isso não iria durar para sempre. Acabaram por criar o blog e as redes sociais com o nome de Travel B4 Settle, conseguindo tirar proveito das mesmas. Atualmente, têm alguns trabalhos pagos através do Instagram e do blog e o objectivo é conseguir ter cada vez mais trabalhos do género que lhes permitam continuar a viajar e a descobrir o mundo.

Pretendem continuar a viajar, a trabalhar online e a partilhar todas as viagens e experiências, até ao dia em que decidirem assentar e ter a sua própria casa e filhos - daí o nome Travel “before” Settle - no entanto, não planeiam assentar tão cedo. Pretendem ainda envolver-se mais na área profissional da Matilde - terapia ocupacional - e começar a fazer projectos de voluntariado assim que o negócio esteja mais estável.

Podem acompanhar as aventuras de Matilde e Miguel no Facebook, Instagram e no blog Travel B4 Settle.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.