Em junho de 2011, a National Geographic publicou uma fotografia de Frans Lanting que retratava uma imagem surreal das árvores mortas do Deadvlei em silhueta contra uma duna iluminada pela luz do amanhecer, ao mesmo tempo que o branco do sal, presente na bacia de argila, refletia o azul do céu do deserto. A foto parecia uma pintura e atraiu 500.000 visualizações nos primeiros dois dias, transformando este local numa atração mundial.

Mas como se formou este estranho lugar?

Defende quem o estudou, que Deadvlei já foi um oásis com um pequeno lago onde chovia regularmente. Isso permitia que em seu redor crescessem algumas árvores exóticas e outras plantas. Porém, quando o clima mudou e se tornou mais quente, a pequena bacia de água começou a secar e apenas enchia temporariamente quando caíam chuvas fortes que faziam transbordar o rio Tsauchab, ali perto.

Anos e anos de secas subsequentes fizeram com que as dunas de areia invadissem a área junto ao rio, impedindo que este chegasse à região, ocasionando uma grande aridez e transformando o local inicialmente num pântano salgado e finalmente num pântano morto.

As poucas árvores que restavam morreram e hoje apenas podemos ver os seus “esqueletos”, negros pela intensa exposição solar. Parecem petrificadas, mas na verdade estão apenas queimadas pelo sol. Acredita-se que tenham por volta de 700 anos de idade.

Como visitar?

A viagem para Deadvlei já é em si parte da atração. A porta de entrada para a área de Sossusvlei é Sesriem, um pequeno povoado a cerca de 360 km a sudoeste de Windhoek, a capital da Namíbia.

De Sesriem são 60 km até Deadvlei. Os visitantes podem deslocar-se até à área autonomamente, no seu próprio carro ou 4x4 ou ir numa excursão organizada.

Se forem no seu próprio carro devem, depois de estacionar, apanhar o bus (NWR shuttleque faz o circuito entre a primeira área de estacionamento no Parque Nacional e Sossusvlei/Deadvlei. O serviço de transporte opera várias vezes ao longo do dia, e o primeiro bus chega a Deadvlei/Sossusvlei às 8h da manhã.

Quem viajar num 4×4, pode dirigir até ao estacionamento de Deadvlei. No entanto, os últimos 2 km são de areia fofa e macia, por isso é preciso ter muito cuidado para o veiculo não atolar.

Do estacionamento de Deadvlei, a caminhada até ao local em si, leva cerca de 20 minutos.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.