Depois de seis anos - mais do que a construção do Titanic original - 23.000 toneladas de aço e um esforço de mais de cem trabalhadores, a China tem uma réplica de Titanic em tamanho real. A réplica é a peça central de um parque temático da província de Sichuan, a mais de 1.000 quilómetros do mar.

O principal financiador do projeto, Su Shaojun, decidiu recriar o navio de cruzeiro mais famoso do mundo com o sucesso de bilheteria de 1997 com o mesmo nome - que já foi o filme de maior bilheteria do mundo e muito popular na China. Su Shaojun ficou tão entusiasmado com o projeto que vendeu as suas ações do setor de energia, incluindo uma participação em vários projetos hidrelétricos, para investir no Titanic.

O local apresenta uma réplica do Porto de Southampton visto no filme James Cameron em 1997, onde o personagem fictício de Leonardo DiCaprio, Jack, sobe a bordo após ganhar o seu bilhete numa aposta. Nos autocarros turísticos do parque é possível ouvir a música principal do filme, "My Heart Will Go On", de Celine Dion, repetidamente. Tudo, desde a sala de jantar às cabines luxuosas e até mesmo as maçanetas das portas, são réplicas do Titanic original.

créditos: NOEL CELIS/AFP

Os visitantes podem passar uma noite no navio para o "serviço de cruzeiro cinco estrelas", disse Su, acrescentando que, com uma máquina a vapor em funcionamento, os hóspedes sentirão que estão realmente no mar.

O navio de luxo original, o maior no seu tempo e descrito como "inafundável" pelos seus proprietários, tornou-se sinónimo de arrogância desde que mergulhou nas profundezas do Atlântico em 1912 após colidir com um iceberg, provocando mais 1.500 mortos. O investidor Su Shaojun afirmou financiar a réplica de 260 metros de comprimento para manter vivas as memórias do Titanic.  "Gostaríamos de convidar Jack, Rose e James Cameron para a cerimónia de inauguração", disse Su Shaojun.

O Titanic voltou a ser um tema central na China nas últimas semanas com o lançamento de um novo documentário chamado "The Six". O documentário conta a história de um grupo de viajantes chineses a bordo quando o navio afunda, dos quais seis sobreviveram.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.