Estas cidades e aldeias que fizeram do turismo sustentável e da promoção do seu território os seus principais objetivos, tendo recebido a denominação Green Spikes. Este ano, existem 42 cidades e aldeias  Green Spikes, espalhadas por 13 regiões do norte ao sul da Itália. As regiões de Piemonte, Toscana e Marche têm seis, enquanto Campania tem cinco, Puglia e Lazio quatro, Veneto e Abruzzo três e Liguria, Umbria, Sicília, Calábria e Trentino têm um cada. Todas as regiões passaram por um processo rígido de seleção, o que significa que são os melhores lugares para fazer férias no campo na Itália.

Para se candidatar, a cidade precisa dar atenção significativa à questão da sustentabilidade, assim como o esforço para melhorar constantemente o território e a comunidade. Um dos principais objetivos do programa é promover a beleza do campo italiano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.