O portfólio do artista português já tinha merecido destaque em vários sites de entretenimento, como Laughing Squid, Bored Panda e From Up North. Mais recentemente foram os  jornais de Espanha a dar destaque à técnica invulgar do artista português.

Nos anos 80 pegava numa lata de spray pela primeira vez, mas foi na década seguinte que começou a ganhar destaque no país. Pintou murais na Damaia, em Carcavelos e em diversos bairros sociais até o seu trabalho ser reconhecido internacionalmente tendo já sido exposto em museus como os de Louisiana (EUA) e São Paulo (Brasil). Passou também a ser requisitado por empresas como a Coca-Cola, a Samsung e a Shell.

Os famosos murais na Amadora, com as figuras da fadista Amália Rodrigues, do guitarrista Carlos Paredes e do futebolista Eusébio, são alguns dos murais de sua autoria, em Portugal. Percorra a galeria e veja alguns obras do artista.

Odeith tira partido da sombra e da perspectiva, criando imagens com aspecto tridimensional, num estilo que apelida de  “3D sombrio” onde as composições se destacam pelo realismo e técnica. É reconhecido, a nível internacional, pelas inovadoras incursões na chamada anamorphic art, onde se destaca pelas composições criadas em perspectiva, pintadas em diferentes superfícies, como esquinas de 90º ou da parede para o chão, criando um efeito de ilusão óptica.